Reviver o Passado em Brideshead

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Brideshead Revisited
Reviver o Passado em Brideshead (PT)
Memórias de Brideshead (BR)
Autor (es) Evelyn Waugh
Idioma Língua inglesa
País  Reino Unido
Editora Chapman and Hall
Lançamento 1945
Páginas 402
Edição portuguesa
Tradução Ana Maria Rabaça
Editora Moraes
Lançamento 1982
Páginas 327
Cronologia
Último
Put Out More Flags (1942)
Scott-King's Modern Europe (1947)
Próximo

Brideshead Revisited ( Memórias de Brideshead (título no Brasil) ou Reviver o Passado em Brideshead (título em Portugal)) é um romance do escritor inglês Evelyn Waugh publicado em língua inglesa com o título Brideshead Revisited, the Sacred and Profane Memories of Capt. Charles Ryder em 1945.

Resumo da Obra[editar | editar código-fonte]

Gtk-paste.svg Aviso: Este artigo ou se(c)ção contém revelações sobre o enredo.

Um livro delicioso sobre a doce melancolia dos tempos que já não voltam mais. Evelyn Waugh conseguiu, ao escrever Reviver o passado em Brideshead com incrível veracidade e subtil detalhe, captar o ambiente social dos Marchmain, uma família nobre inglesa, no período que antecede a II Grande Guerra.

Charles acaba por se afastar, casar e ser pai de dois filhos, mas o reencontro fortuito com outro Marchmain, desta vez a irmã mais velha de Sebastian, Julia, por quem agora se apaixona, leva-o de volta ao turbilhão de Brideshead. Reviver o passado em Brideshead é, pois, a história de uma intensa paixão de juventude que não pode ser revivida nunca mais...

É um livro que aborda, como questão de fundo: desde o amor de amizade, o amor conjugal e o amor a Deus.

Adaptação Televisiva[editar | editar código-fonte]

"Reviver o passado em Brideshead" foi, com enorme sucesso, adaptado em 1981 para uma série de televisão produzida pela Granada Television e realizada por Charles Sturridge e tendo como protagonistas Jeremy Irons no papel de Charles, Anthony Andrews como Sebastian Flyte, Laurence Olivier como Lord Marchmain, Claire Bloom como Lady Marchmain, Diana Quick como Julia Flyte e John Gielgud como pai de Charles. Para cenário da grande residência senhorial que dá título ao livro, foi escolhido o Castle Howard, um palácio rural barroco situado no Yorkshire.

Ícone de esboço Este artigo sobre um livro é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.