Revolta dos xiitas no Iraque em 1999

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Revolta dos xiitas no Iraque em 1999
Data 18 de Fevereiro – Abril de 1999
Local Iraque
Desfecho Revolta suprimida
Combatentes
 Iraq Rebeldes:
Líderes e comandantes
Iraque Saddam Hussein
Presidente do Iraque

Iraque Ali Hassan al-Majid
Diretor da Inteligência Iraquiana
Iraque Taha Yasin
Vice-presidente do Iraque
Iraque Izzat Ibrahim ad-Douri
Vice-Presidente do Conselho do Comando Revolucionário iraquiano
Iraque Tariq Aziz
Membro do Conselho do Comando Revolucionário iraquiano
Iraque Qusay Hussein
Filho de Saddam Hussein

Mohammad Baqir al-Hakim
Líder do Conselho Supremo para a Revolução Islâmica no Iraque

Abdul Aziz al-Hakim
Líder da Brigada Badr
Hadi al-Amiri
comandante da Brigada Badr

Vítimas
40+ mortes Centenas de mortos, feridos e presos
200+ mortes[4]

Revolta dos xiitas no Iraque em 1999 referem-se a um curto período de instabilidade no Iraque no início de 1999 após o assassinato de Mohammad Mohammad Sadeq al-Sadr pelo então governo baathista iraquiano. [4] Os protestos e a violência que se seguiu foram mais fortes no bairros altamente xiitas de Bagdá, assim como nas cidades de maioria xiita do sul como Carbala, Nassíria, Cufa, Najaf e Baçorá. [5]

Referências