Rinat Akhmetov

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Rinat Akhmetov
Nascimento 21 de setembro de 1966 (55 anos)
Donetsk
Cidadania Ucrânia
Etnia Tártaros
Alma mater
  • Universidade Nacional Vasil 'Stus Donetsk
Ocupação executivo, político, empreendedor, economista, banqueiro, industrial,
Prêmios
  • Ordem do Mérito, 3ª classe
  • Ordem do Mérito, 2ª classe
  • Ordem do Mérito, 1ª classe
  • Order of Prince Yaroslav the Wise, 5th class

Rinat Leonidovych Akhmetov (em ucraniano: Рінат Леонідович Ахметов; Donets'k, 21 de setembro de 1966) é um empresário ucraniano, multibilionário, presidente da SCM Holdings, que teve lucros de mais de 6 bilhões de dólares em 2006.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Possui projetos filantrópicos, tendo criado a Fundação para Efetivo Governo e a Fundação para Desenvolvimento da Ucrânia, destinadas a ajudar o país e seus cidadãos mais pobres. Entretanto, há relatos de que no passado fora capanga da máfia de Donets'k (onde graduou-se em economia) e que teria executado sob ordens dela várias pessoas.[1]

Desde 1996, é também presidente do principal clube da cidade, o Shakhtar Donetsk, após o misterioso assassinato em 1995 então presidente, Akhat Bragin, no estádio do clube. Bragin era acusado de ser um dos chefes da máfia ucraniana.[1]

Akhmetov investiou grande quantidade de dinheiro para fortalecer o clube, que no século XXI veio a conquistar seus primeiros campeonatos nacionais, tendo atraído ultimamente atletas do Brasil, país cujos jogadores o empresário é fã.[1]

Akhmetov possui ascendência tártara. Casado com Liliya Smirnova, tem dois filhos, Almir e Damir.

Em 2012 a Revista Forbes classificou Rinat Akhmetov como a 39° pessoa mais rica do mundo, com 16 bilhões de dólares.[2]

Referências

  1. a b c «"Chuteiras que valem ouro", Kalleo Coura». Consultado em 23 de julho de 2009. Arquivado do original em 15 de junho de 2011 
  2. 25° edição da Revista Forbes das pessoas mais ricas do mundo