Rio Coura

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Coura
Rio Coura (durante o festival de Vilar de Mouros)
Comprimento 50 km
Nascente Paredes de Coura
Altitude da nascente 889 m
Foz Caminha
Área da bacia 265 km²
País(es) Portugal Portugal

O rio Coura é um rio português que nasce na serra da Boalhosa, na lagoa da Chã de Lamas e na serra de Corno de Bico e desagua na margem esquerda do Minho, Banha os concelhos de Paredes de Coura, Vila Nova de Cerveira e Caminha. E as Freguesias de Formariz, Paredes de Coura, Rubiães, São Martinho de Coura, Covas[desambiguação necessária], Vilar de Mouros, Venade, Vilarelho, Seixas, e Caminha.

Segundo Pinho Leal, o rio Benis seria o actual rio Coura. A partir do século I da era cristã, passou a chamar-se rio Froilano, e em época indeterminada recebeu o nome de rio Coura.

Uma das particularidades deste rio é que banha duas praias, nas quais se realizam dois dos maiores festivais de verão em Portugal, Festival Paredes de Coura e Festival de Vilar de Mouros.

Afluentes[editar | editar código-fonte]

São seus afluentes o regato de S. Gonçalo, o rio dos Cavaleiros Bico, o ribeiro de Brunheiros Insalde e Padornelo, o ribeiro de Lagido Insalde, o regato do Bouço Ferreira, o regato de Quintão Ferreira, o ribeiro da Valsa Insalde, o ribeiro de Rieiro Cunha e Rubiães, etc.

Estuário[editar | editar código-fonte]

Zona de Protecção Especial para a Avifauna (ZPE), designada como Estuários dos Rios Minho e Coura, com o código PTZPE0001.

Estação hidrométrica[editar | editar código-fonte]

Existiu uma estação hidrométrica designada por Pt. Mantelães, localizava-se no rio Coura que esteve em actividade no período de 1919 a 1941, entretanto extinta. De acordo com informações do INAG, esta estação possuía escala mas não foram definidas as respectivas curvas de vazão pelo que não existem registos de caudal.

Hidroeléctrica do Coura[editar | editar código-fonte]

Em 1910 foi constituída a Empresa Hidroeléctrica do Coura, com uma central e barragem na freguesia de Covas, concelho de Vila Nova de Cerveira.

Minas de volfrâmio e tungsténio[editar | editar código-fonte]

As Minas de exploração de volfrâmio e tungsténio, durante o período 1949-1984, em Vilares, lugar da freguesia de Covas, concelho de Vila Nova de Cerveira, actualmente encerradas.

Truta do rio Coura[editar | editar código-fonte]

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

Grande Enciclopédia Portuguesa e Brasileira, volume VII, Editorial Enciclopédia, Lisboa, p. 936.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre Geografia de Portugal é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.