Roger Frison-Roche

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Roger Frison-Roche
Nome nativo Roger Frison-Roche
Nascimento 10 de fevereiro de 1906
Paris
Morte 17 de dezembro de 1999
Chamonix-Mont-Blanc
Cidadania França
Alma mater Lycée Chaptal
Ocupação Guia de alta montanha, escritor
Prêmios Commander of the Legion of Honour

Roger Frison-Roche - RFG - como muitas vezes é conhecido - (Paris, 1906Chamonix, Dezembro de 1999) foi um alpinista, guia de montanha e escritor francês. Foi o primeiro "estrangeiro" - entenda-se não de Chamonix - a ser aceite na companhia dos guias de Chamonix em 1930.

Alpinista[editar | editar código-fonte]

RFG é o chefe da expedição que com Louis Lachenal, Lionel Terray, Gaston Rébuffat, Marcel Ichac (como cineasta), Marcel Schatz, Jacques Oudot e Francis de Noyelle, entre outros, que tentam a primeira ascensão do Annapurna em 1950. Foi nessa expedição que e ainda na ascensão, perdeu, gelados, dedos das duas mãos e dos pés, e deve a vida à abnegação de Lionel Terray, Gaston Rebuffat que o desceram a ela e a L, Lachenal. Esta conquista, que não foi uma, foi muito penosa para a equipa pois que mesmo se em conjunto receberam o Prémio Guy Wildenstein, só M. Herzog teve autorização de descrever a expedição, e segundo os outros o Annapurna premier 8000 de Maurice Herzog não é fiel à verdade [1].

Ver artigo principal: Expedição francesa ao Annapurna

Literatura[editar | editar código-fonte]

Le premier de cordée é o título de um livro de Roger Frison-Roche, edição Arthaud, Grenoble, e o primeiro de uma trilogia sobre o alpinismo. Os outros dois chamam-se: La grande crevasse e Retour à la montagne.

Referências

  1. Yves Ballu, Maurice Herzog en question ?, revue "La Montagne et Alpinisme", N° 126, juillet 1981

Ligações externas[editar | editar código-fonte]



Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.