Romildo Canhim

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Romildo Canhim
Nome completo Romildo Canhim
Nascimento 25 de julho de 1933 Cachoeiro do Itapemirim
Morte 11 de dezembro de 2006 (73 anos) Cachoeiro do Itapemirim
País  Brasil
Força Exército
Hierarquia Insígnia de General de Brigada.gif
General de brigada
Comandos

Romildo Canhim (Cachoeiro do Itapemirim, 25 de julho de 1933 - 11 de dezembro de 2006) foi um general-de-brigada brasileiro.

Graduou-se aspirante-a-oficial de infantaria em 1956, na Academia Militar das Agulhas Negras. Como coronel, comandou o 28º Batalhão de Infantaria Leve e a Escola Preparatória de Cadetes do Exército (EsPCEx), ambos em Campinas. Como oficial-general, foi comandante da 14ª Brigada de Infantaria Motorizada, em Florianópolis.

Trabalhou no Gabinete Militar do governo José Sarney. Foi ministro chefe da Secretaria da Administração Federal (SAF) no governo de Itamar Franco, tendo participado ativamente na criação da Lei de Licitações e Contratos Públicos - Lei 8.666/93, também foi presidente da CEI (Comissão Especial de Investigação) que combateu esquemas de corrupção no Poder Executivo em sua gestão e, com destaque, dedicou-se pela isonomia salarial dos servidores públicos federais.

Foi Vice-Presidente da empresa Lix da Cunha, em Campinas e do Banco de Fortaleza S.A.(Banfort), em São Paulo. Foi Presidente da Associação de Poupança e Empréstimo do Exército (POUPEX).

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Precedido por
José Enaldo Rodrigues de Siqueira
Comandante da EsPCEx
19831985
Sucedido por
Manoel Fenelon de Saraiva Câmara


Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.