Sandro Polônio

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde dezembro de 2009). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)


Sandro Polônio
Nascimento 1921
São Paulo
Morte 23 de dezembro de 1995 (74 anos)
São Paulo
Ocupação Ator

Alexandre Marcello Polloni (São Paulo, 1921 — São Paulo, 23 de dezembro de 1995), mais conhecido como Sandro Polônio ou Sandro Polloni, foi um ator e produtor de teatro do Brasil.

Em alguns trabalhos no cinema, foi creditado como Sandro Roberto.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Iniciou sua carreira aos 17 anos como contra-regra e diretor de cena no espetáculo Romeu e Julieta, dirigido por sua tia, a atriz Itália Fausta.

Trabalhou ao lado de Ziembinski no grupo teatral Os Comediantes e foi sob a direção de Ziembinski que ele estrelou a peça Desejo em 1947, onde conheceu a atriz Maria Della Costa, com quem se casou dois anos depois.

Fundou o Teatro Popular de Arte e depois a Companhia Maria Della Costa, com a qual viajou por todo o Brasil e levou diversas montagens para a Europa. Em 1954 ele inaugurou o Teatro Maria Della Costa com a peça O Canto da Cotovia.

Morreu em São Paulo, em 1995, vitimado por um câncer.

Carreira[editar | editar código-fonte]

No cinema[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre um ator é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
Wikiquote
O Wikiquote possui citações de ou sobre: Sandro Polônio