Santa Maria Madalena (Olivença)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Igreja de Santa Maria Madalena, na freguesia de Santa Maria da Madalena

Santa Maria Madalena (em espanhol Santa María Magdalena) era, até 1801, uma das duas freguesias que integravam a então vila de Olivença. Tinha nessa data 2 562 habitantes.

A igreja de Santa Maria Madalena ali existente, mandada construir por D. Manuel I, deu nome à paróquia e à freguesia. No início do século XVIII, possuía um hospital e um convento franciscano, albergando 25 religiosos[1]. A qualidade das suas águas, captadas no chamado poço de São Francisco, era na altura elogiada, chegando os peregrinos a afirmar que era a melhor do Reino de Portugal[1].

Baptismos entre 1640 e 1715[editar | editar código-fonte]

O registo dos baptismos da igreja de Santa Maria da Madalena entre o início da Guerra da restauração, em 1640, e o fim da Guerra da Sucessão Espanhola, em 1715, revela os seguindes números [2]:

Período Número de baptismos
1640-1649
976
1650-1659
658
1660-1669
303
1670-1679
483
1680-1689
737
1690-1699
779
1700-1709
928
1710-1715
449

Houve um decréscimo da natalidade até ao fim da Guerra da Restauração, em 1668, verificando-se um crescimento da mesma no período de paz que se sucedeu. Veio novamente a decrescer com o início da Guerra da Sucessão Espanhola, cujos efeitos tiveram mais impacto no período compreendido entre 1708 e 1715[2].

Referências

  1. a b Corographia portugueza e descripçam topographica do famoso Reyno de Portugal, Tomo II, Padre António Carvalho da Costa, 1708
  2. a b Olivença (1640-1715). População e Sociedade, João Cosme (http://www.dip-badajoz.es/publicaciones/reex/rcex_2_2006/estudios_14_rcex_2_2006.pdf)


Ícone de esboço Este artigo sobre Geografia da Espanha é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
Ícone de esboço Este artigo sobre Geografia de Portugal é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.