Sayeret Matkal

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Searchtool.svg
Esta página foi marcada para revisão, devido a inconsistências e/ou dados de confiabilidade duvidosa. Se tem algum conhecimento sobre o tema, por favor, verifique e melhore a consistência e o rigor deste artigo.
Um soldado da Sayeret Matkal.

A Sayeret Matkal, em português literalmente: Unidade de Reconhecimento Geral. É a principal força de operações especiais do Exército israelense, considerada uma das melhores do mundo. Segundo ex-membros de outras forças especiais como: SEALs, Força Delta e GIGN, é a mais qualificada em contra-terrorismo pela notável experiência que equipara-se ao Serviço Aéreo Especial da Grã-Bretanha. Desde sua fundação, a Unidade é mantida em absoluto sigilo pelo Estado israelense. Ela esteve na Operação Cólera de Deus que é retratado no filme Munique de Steven Spielberg; e também atuou na Operação Entebbe que por muitos especialistas é considerada a missão de resgate mais complexa e bem executada de todos os tempos. Nesta operação o tenente coronel Jonathan Netanyahu, irmão de um Primeiro-ministro israelense, foi morto por uma rajada de metralhadora. A Sayeret desenvolve inúmeras táticas e treina constantemente em tempos de paz com outras forças especiais como a SAS e a GSG 9.

Esta unidade de elite, é considerada como uma das mais eficientes forças especiais no mundo. Apta para atuar em qualquer tipo de situação/conflito, terreno (ar, terra e mar), assim como contra-terrorismo e guerra não-convencional.

Ex-membros[editar | editar código-fonte]

Daniel M. Lewin, graduado do MIT e fundador da Akamai Technologies

Mais recentemente em 2001, um ex-matkal, Daniel M. Lewin, morreu (esfaqueado ou abatido por tiro) no vôo 101 durante os ataques de 11 de Setembro de 2001, após, segundo especulação, ter comandado o motim contra os terroristas provocando a queda do avião.

Ehud Barak, ex-Primeiro-ministro e ex-ministro da Defesa

Quando fazia parte da unidade, Barak participou da "Operação Fonte da Juventude" na qual se disfarçou de mulher para realizar uma infiltração no Líbano e executar líderes terroristas palestinos que haviam planejado o assassinato de atletas israelenses nos Jogos Olímpicos de Munique no ano anterior. Foram-lhe concedidos a medalha pelos "serviços distinguidos" e outras quatro condecorações pela bravura e eficácia operacional. Sendo considerado o soldado mais condecorado da História de Israel.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre tópicos militares é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.