Schomburgkia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Como ler uma infocaixa de taxonomiaSchomburgkia
Schomburgkia crispa
Schomburgkia crispa
Classificação científica
Domínio: Eukaryota
Reino: Plantae
Divisão: Magnoliophyta
Classe: Liliopsida
Ordem: Asparagales
Família: Orchidaceae
Género: Schomburgkia
Espécies
15 espécies - ver texto

Schomburgkia é um género botânico pertencente à família das orquídeas (Orchidaceae). Foi proposto por John Lindley em Sertum Orchidaceum t. 10, em 1838. A espécie tipo é a Schomburgkia crispa Lindley, considerada sinônimo da Schomburgkia gloriosa Rchb.f.. O nome deste gênero é uma homenagem ao botânico alemão Richard St. Moritz Schomburgk.[1]

Schomburgkia já foi um gênero maior, todavia cerca de metade de suas espécies, um grupo de plantas da América Central, menores, mais claramente cespitosas, com pseudobulbos ocos e inflorescências bem mais curtas, foram removidas para o gênero Myrmecophila Rolfe, restando cerca de quinze espécies em Schomburgkia. No Brasil a espécie mais comum é a Schomburgkia gloriosa, entretanto há outras espécies perto das fronteiras com a Bolívia, Venezuela e Colômbia.

Alguns taxonomistas não aceitam o gênero Schomburgkia, preferem subordinar suas espécies a Laelia.

Distribuição[editar | editar código-fonte]

Schomburgkia compreende robustas espécies epífitas ou rupícolas, de crescimento subcespitoso, algo aéreo, distribuídas do sudeste do México ao sudeste brasileiro, mas mais comuns na América Central e Caribe, em áreas quentes e ensolaradas, e matas abertas, mais ou menos secas. Três espécies algo similares referidas para o Brasil.

Descrição[editar | editar código-fonte]

As Schomburgkia apresentam grandes pseudobulbos fusiformes alongados, volumosos e muito fortes, inicialmente lisos depois sulcados, espaçados por grosso rizoma algo alongado e escandente, com duas ou três grandes folhas apicais, coriáceas, oblongas ou lanceoladas. Do ápice do pseudobulbo, sem espata evidente, brota longa inflorescência racemosa, que pode chegar a dois metros de comprimento, ereta ou arqueada, comportando muitas flores de tamanho médio ou pequenas, formando uma espécie de umbela em seu ápice.

As flores têm pétalas e sépalas igual tamanho, levemente estreitas, comum de margens encrespadas. O labelo é trilobado com carenas próximas da base. A coluna possui oito polínias arranjadas em dois grupos.

Filogenia[editar | editar código-fonte]

Segundo a filogenia de Laeliinae publicada por Cássio van den Berg et al., Schomburgkia e algumas das espécies de Laelia da América Central, formam um dos oito grupos de gêneros em que esta subtribo se divide. As espécies de Myrmecophila, originalmente subordinadas a Schomburgkia, situam-se muito mais adiante no clado, no mesmo grupo de Cattleya. O mesmo trabalho traz alguns pequenos gêneros de espécies miniaturas também da América Central inseridos entre dois grupos de Laelia. Como a espécie tipo de Laelia, a Laelia speciosa, situa-se em outro clado, é possível que a Laelia anceps e a Laelia rubescens acabem por ser subordinadas a Schomburgkia, que então por si só formaria um dos oito clados de Laeliinae, inserido entre o clado que inclui Homalopetalum e o de Epidendrum.

Em 2004, Cássio van den Berg e Mark W. Chase, baseando-se no citado fato da mistura entre espécies de Laelia e de Schomburgkia no clado, resolveram aceitar o conceito de 1840, em que Schomburgkia fazia parte de Laelia. Até 2008 esta alteração não é consenso e mais estudo parece ser necessário.

Espécies[editar | editar código-fonte]

  1. Schomburgkia elata Schltr., Repert. Spec. Nov. Regni Veg. Beih. 27: 138 (1924).
  2. Schomburgkia gloriosa Rchb.f., Hamburger Garten- Blumenzeitung 16: 178 (1860).
  3. Schomburgkia heidii Carnevali, Ernstia 10: 2 (1982).
  4. Schomburgkia lueddemanii Prill., J. Soc. Imp. Centr. Hort. 8: 123 (1862).
  5. Schomburgkia lyonsii Lindl., Gard. Chron. 1853: 615 (1853).
  6. Schomburgkia marginata Lindl., Sert. Orchid.: t. 13 (1838).
  7. Schomburgkia moyobambae Schltr., Repert. Spec. Nov. Regni Veg. Beih. 9: 97 (1921).
  8. Schomburgkia rosea Linden ex Lindl., Edwards's Bot. Reg. 31: t. 53 (1845).
  9. Schomburgkia schlechteriana H.G.Jones, Feddes Repert. 76: 195 (1967).
  10. Schomburgkia schultzei Schltr., Repert. Spec. Nov. Regni Veg. Beih. 27: 139 (1924).
  11. Schomburgkia splendida Schltr., Repert. Spec. Nov. Regni Veg. 12: 212 (1913).
  12. Schomburgkia superbiens (Lindl.) Rolfe, Orchid Rev. 25: 49 (1917).
  13. Schomburgkia undulata Lindl., Edwards's Bot. Reg. 30(Misc.): 13 (1844).
  14. Schomburgkia wallisii Rchb.f., Linnaea 41: 116 (1877).
  15. Schomburgkia weberbaueriana Kraenzl., Bot. Jahrb. Syst. 37: 527 (1906).

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. «pertencente à — World Flora Online». www.worldfloraonline.org. Consultado em 19 de agosto de 2020 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências[editar | editar código-fonte]

  • L. Watson and M. J. Dallwitz, The Families of Flowering Plants, Orchidaceae Juss.