Segunda diáspora grega

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Segunda Diáspora Grega)
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

A segunda diáspora grega ocorreu devido à necessidade da população marginalizada das comunidades gentílicas de procurar novos solos férteis para cultivo, expandindo-se para áreas da península itálica e do Mar Negro. O surgimento dessa camada marginalizada deve-se ao aumento populacional dos genos e a desigualdade de tratamento dentro dessas instituições patriarcais, que tomavam a proximidade com o chefe do geno como fator para a aquisição de poder político.[1][2]

Por volta do século VIII a.C.,[3] a hegemonia política da classe próxima do patriarca ou pater, os eupátridas, acarretou a formação de cidades-estado, denominadas Pólis.[4]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Sousa, Rainer Gonçalves. «As diásporas gregas». Brasil Escola 
  2. Gasparetto Junior, Antonio. «Segunda Diáspora Grega». InfoEscola 
  3. Santiago, Emerson. «Cidade-estado». InfoEscola 
  4. Souza, Rainer Gonçalves. «A formação da pólis grega». Brasil Escola 


Ícone de esboço Este artigo sobre História da Grécia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.