Shaku

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

O shaku () é a versão japonesa de uma unidade de medida usada na Ásia Oriental com um comprimento aproximadamente igual a um (com cerca de 11,93 polegadas). Como outras medidas, ele originalmente derivou da natureza: o comprimento médio entre os nós do caule do bambu. O comprimento real varia levemente de país para país.

O shaku pode ser dividido em dez unidades menores (寸), conhecidas como sun em japonês. Dez shakus são iguais a um , tradicionalmente escrito como "丈".

Japão[editar | editar código-fonte]

Desde 1891,[1] o shaku (, shaku?) japonês foi definido como igual a 10/33 metros (aproximadamente 30,3 cm ou 11,39 polegadas), ou 3,3 shaku é igual a um metro.[2][3] Um pouco diferente, mas valores quase similares (entre 0,30175 e 0,303 m) foram dados para o shaku por várias autoridades durante as primeiras décadas do século XIX.[4]

Um único shaku é dividido em 10 sun. Unidades fracionais menores e mais conhecidas de até 0,00001 shaku eram conhecidas no passado. [4]

No passado, um valor maior de shaku (conhecido como kōrai-shaku), igual a aproximadamente 1,17 do shaku padrão moderno, ou 35,5 cm (14 polegadas) esteve em uso.[5][3]

Outra unidade de comprimento também chamada de shaku foi usada apenas para medidas de panos. Este shaku media 125/330 metros (aproximadamente 37,9 cm ou 14,9 polegadas). Quando uma distinção precisa ser feita entre os dois shakus, a unidade de pano era chamada de kujirajaku (shaku baleia, visto que as réguas para medida de pano eram feitas de barbas de baleia) e o outro shaku era chamado de kanejaku (shaku metal).[2]

Embora a lei japonesa exigiu que o uso oficial dessas unidades fosse descontinuado em 31 de maçro de 1966, o shaku ainda é usado em alguns campos do Japão, como na carpintaria tradicional. O ken e o são múltiplos de um shaku: 6 shaku correspondem a um ken; 10 shakus correspondem a um . O ken é geralmente a distância entre os pilares de edifícios tradicionais como templos budistas e xintoístas.[5]

O Shōsōin em Nara possui réguas de marfim de um shaku, o kōgebachiru-no-shaku (紅牙撥鏤尺?).[6][7]

O shakuhachi é uma flauta japonesa de bambu cujo nome (尺八) significa "[um] shaku oito [sun]", porque, tradicionalmente, seu comprimento padrão era de um shaku e oito sun, i.e. 1,8 shaku.[8]

O shaku é algumas vezes chamado em obras da língua inglesa como "pé japonês".[5][4]

Unidades de volume derivadas[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Koku

Um kuko, definido como 10 shakus cúbicos, é uma unidade tradicional de volumo no Japão. Historicamente, ele era usado como medida de arroz, com um volume suficiente de comida para um homem por um ano. Ele ainda é usado no comércio de madeira japonês.

Coreia[editar | editar código-fonte]

Em 1902, o Império Coreano adotou a definição japonesa do shaku com os japoneses.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Japanese Metric Changeover by Joseph B. Reid, President Emeritus, Canadian Metric Association (U.S. Metric Association page)
  2. a b Details of the two shaku units at sizes.com
  3. a b «尺» [Shaku]. Nihon Kokugo Daijiten (em Japanese). Tokyo: Shogakukan. 2012. OCLC 56431036. Consultado em 29 de outubro de 2012 
  4. a b c Hoffmann, Johann Joseph (1876), A Japanese Grammar, Volume 6 of Classica Japonica facsimile series. Linguistics 2, reprint ed. , E. J. Brill, pp. 166-167 
  5. a b c Heino Engel (1985). Measure and construction of the Japanese house. [S.l.]: Tuttle Publishing. p. 22. ISBN 978-0-8048-1492-8 
  6. A note on shakuhachi lengths

Notas[editar | editar código-fonte]

Bibliografia[editar | editar código-fonte]