Shinobi: Heart Under Blade

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Shinobi – Heart Under Blade
Shinobi – A Batalha (BR)
 Japão
2005 •  cor •  102 min 
Direção Ten Shimoyama
Baseado em Futaroh Yamada
Elenco Joe Odagiri
Yukie Nakama
Género Chambara
Música Taro Iwashiro
Supervisor técnico Jun Yokoishi
Produtor de VHX Shiji Asano
Diretor de iluminação Koichi Watanabe
Direção de arte Toshuhiro Isomi
Direção de fotografia Masashi Chikamori
Diretor de ação Yuji Shimomura
Jogo de cena Kenya Hirata
Edição Isao Kawase
Idioma Japonês
[Japonês
Inglês Site oficial]

Página no IMDb (em inglês)

Shinobi - Heart Under Blade (br: Shinobi: A Batalha jp: Kouga Ninpouchou Basilisk - The Live-Action) é um drama romântico japonês de 2005, dirigido por Ten Shimoyama e escrito por Kenya Hirata. A história trata-se de uma adaptação do romance de Futaro Yamada (山田 風太郎, Yamada Fūtarō) The Kouga Ninja Scrolls, o qual retrata um combate ente dois clãs ninjas, Iga e Kouga, e o fatídico amor entre o guerreiro Gennosuke (líder herdeiro dos Kouga) e jovem Oboro (líder herdeira de Iga). A música-tema deste filme foi "HEAVEN" da conhecida cantora de J-Pop Ayumi Hamasaki.

Em 6 de fevereiro de 2007, a Funimation Entertainment lançou o filme nos Estados Unidos. O DVD contém 2 discos, sendo um trazendo o filme original no idioma japonês e uma nova dublagem feita pela própria Funimation e o segundo contendo material extra especial e cenas dos bastidores. Todo o conteúdo é acompanhado de legendas em inglês.

Um mangá (posteriormente também lançado em anime) chamado Basilisk – Kouga Ninpou Chou foi concebido baseando-se tanto na obra literária quanto no filme, trazendo os mesmos conhecidos personagens (muito embora tendo estes características que os diferenciam sensívelmente das demais obras).

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Gtk-paste.svg Aviso: Este artigo ou se(c)ção contém revelações sobre o enredo.

A trama inicia-se imediatamente após o Período Sengoku japonês. Iga e Kouga, dois clãs mercenários e antigos rivais tramam uma vingança mútua já a centenas de anos. Por volta do ano de 1614, Tokugawa Ieyasu, o soberano do país e fundador do Xogunato Tokugawa, alerta-se da ameaça que a existência destes dois clãs ninjas representam. Em uma tentativa de consolidar seu reino, ele deliberadamente alimenta a rivalidade existente entre eles e convida ambos os clãs à selecionarem seus cinco mais habilidosos guerreiros para enfrentarem-se em uma espécie de competição até a morte. Designados para liderarem seus respectivos clãs nesta batalha, Kouga Gennosuke (Joe Odagiri) e Oboro (Yukie Nakama), os quais são apaixonados e acabaram de casarem-se em segredo, são forçados à erguerem armas um contra o outro, sendo vítimas desta manobra política. Sendo assim, eles devem fazer uma difícil escolha.

Inicialmente, sendo estes pacifístas e respeitando a preciosidade da vida, eles tentam impedir esta guerra sem sentido questionando os motivos que levaram o Xogum à tomar esta decisão. Porém este esforço vai mostrando-se infrutífero à medida que os duelos entre os dois clãs vai fazendo mais e mais vítimas, o que acaba por fazê-los gradativamente aceitarem seus destinos.

Em seu último encontro, o casal amargurado vê-se obrigado à lutar um contra o outro. Kouga Gennosuke, permanecendo fiél à sua amada até o fim, decide não proteger-se da investida de Oboro, permitindo que ela o derrote e, assim, declarando o clã de Iga como o "vencedor".

Mas enquanto os clãs enfrentavam-se em terrasdistantes de suas vilas natais, Ieyasu manda até estas seus exércitos com a missão de aproveitarem-se da ausência de seus mais mortais guerreiros para exterminarem toda a população de ambos os refúgios e, desta maneira, extinguir a ameaça dos ninjas sobre-humanos. Gennosuke, que já havia descoberto sobre o verdadeiro intuíto do xogunato pouco antes de encontrar-se pela última vez com Oboro, pede-lhe com suas últimas palavras para que salvasse as aldeias. Para tanto, Oboro retorna ao palácio imperial e implora ao Xogum Tokugawa Ieyasu para que poupasse seus povos e, como prova de sua sinceridade, ela perfura seus próprios olhos diante de um surpreso imperador e sua corte, assim destruíndo sua arma mais mortal, o olhar "Piercing Eyes" (破幻之瞳, "Hagen no Dō". "os olhos da destruição"?).

Profundamente comovido pelo gesto de Oboro, Ieyasu envia ordens para cessar os ataques contra as aldeias, poupando-as. As próximas gerações de Iga e Kouga puderam então vivenciar tempos de paz, reclusos em suas vilas secretas.

Gtk-paste.svg Aviso: Terminam aqui as revelações sobre o enredo.

Elenco principal[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre um filme do Cinema Japonês, integrado ao projeto sobre cinema é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.