Sid Meier's Pirates!

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Sid Meier's Pirates!
Desenvolvedora(s) MicroProse
Publicadora(s) Ultra Games
Designer(s) Sid Meier
Plataforma(s) Windows Phone, Microsoft Windows, DOS, Amiga, Nintendo Entertainment System, Commodore 64, Amstrad CPC, Apple IIGS, Mega Drive, Atari ST, Amiga CD32, Apple II, Macintosh, Windows 3.1, Mac OS Classic, iOS
Lançamento 1987
Gênero(s) jogo eletrônico de estratégia
Modos de jogo jogo eletrónico para um jogador

Sid Meier's Pirates! (em inglês, Sid Meier´s Pirates! Live the life) é um jogo criado pelo famoso produtor de jogos Sid Meier, baseado na versão clássica de Pirates!.

O jogo[editar | editar código-fonte]

O jogo é baseado na época da pirataria de barcos à vela no Caribe, nos anos de 1620 a 1680, em qual o seu personagem pode viver adotando a nacionalidade de britânicos , espanhóis, holandeses ou franceses.

No início do jogo seu personagem criança e órfão vê sua família sendo arrancada pelos vilões espanhóis Marquês Moltaban e Barão Raimundo, depois que se torna um adulto, resolve vingar sua família, se alistando na tripulação de alguma nação escolhida pelo jogador,começando assim a aventura pelos mares do caribe em busca de riquezas, títulos e vingança.

Produção[editar | editar código-fonte]

No começo de 1986, Meier e um designer que também trabalhava na MicroProse, Arnold Hendrick, queriam criar um RPG de aventura, mas o parceiro comercial Bill Stealey estava cético a respeito da produção de simulações que não fossem de veículos.[1]

A companhia planejou diversos elementos para o jogo, que acabaram sendo removidos antes do lançamento, incluindo múltiplos NPCs por cidade, navegação marítima mais detalhada, incluindo ações de esquadras, e um sub-roteir envlvendo religião e nobreza. O sucesso de Pirates! resultou no lançamento do similar Sword of the Samurai.[1]

Referências

  1. a b Schick, Lawrence (janeiro de 1990). «Designer's Notes / The Secret History of Sword of the Samurai». Computer Gaming World. 84 páginas. Consultado em 15 de novembro de 2013