Song Hye Rim

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Song Hye Rim
성혜림
Nascimento 24 de janeiro de 1937
Changnyeong County, Coreia do Sul
Morte 18 de maio de 2002 (65 anos)
Moscou, Rússia

Predefinição:Infobox Korean nameSong Hye Rim (Hangul: 성혜림; 24 de janeiro de 1937 - 18 de maio de 2002)[1]

foi uma atriz norte coreana, conhecida por ter sido amante de Kim Jong Il.

Início da Vida e Educação[editar | editar código-fonte]

Song nasceu em Changnyeong, quando a Coréia estava o domínio japonês. Ela entrou na Pyongyang Movie College em 1955, mas saiu no ano seguinte para dar a luz seu primeiro filho. Mais tarde, ela re-entrou e graduou, tendo sua estreia no cinema em 1960. Ela se tornou uma atriz popular na década de 1960, aparecendo em vários filmes, incluindo Onjŏngryŏng (Hangul: 온정령) e Baek Il-hong (Hangul: 백일홍).

Sua ex amiga, Kim Young Soon, publicou sua auto biografia intitulada I Am Song Hye Rim's Friend, e foi relevado que ela e sua família foram levados para um campo de concentração, permanecendo por lá por dez anos, após ela descobrir o segredo de Hye Rim, o resultado foi a morte de seus pais e filhos e seu marido foi levado e nunca mais foi visto.[2][3]

Vida pessoal[editar | editar código-fonte]

Song começou a namorar Kim Jong Il em 1968, após se divorciar de seu primeiro marido; acredita-se que ela tenha sido sua primeira amante. Em 1971 ela deu à luz Kim Jong Nam, que ao mesmo tempo se acreditava ser favorecida para o sucesso de Kim Jong Il. O nascimento desta criança foi mantido em segredo até 1975.[4]

Deserção e morte[editar | editar código-fonte]

No começou da década de 1980, Song viajou para Moscou com frequência para cuidados médicos. Em 1996, foi relatado que Song havia sido deserdada para o Ocidente, mas as autoridades coreanas negaram a história. Ela faleceu no dia 18 de maio de 2002.[5] Relatos dizem que ela morreu em Moscou.[6]

Notas

  1. «北 김정남 생모 '성혜림의 묘'를 찾아». news.naver.com 
  2. «AFD». Consultado em 14 de fevereiro de 2017.. Arquivado do original em 18 de fevereiro de 2014 
  3. «North Korean Defector Reveals The Horrifying Conditions Inside Secretive State's Concentration Camps». The Huffington Post 
  4. Lee (2005), par. 6
  5. Empas (n.d.
  6. Lee (2005), sect. 4 par. 1

Referências[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]