Stevns Klint

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Pix.gif Stevns Klint *
Welterbe.svg
Património Mundial da UNESCO

Stevns Klint 4525692589 da98ffd5a6 o.jpg
País  Dinamarca
Tipo Natural
Critérios viii
Referência 1416
Região** Europa
Coordenadas 55° 16' 2" N 12° 25' 24" E
Histórico de inscrição
Inscrição 2014  (38ª sessão)
* Nome como inscrito na lista do Património Mundial.
** Região, segundo a classificação pela UNESCO.

Stevns Klint é um desfiladeiro localizado a sudoeste de Store Heddinge na ilha dinamarquesa de Zelândia. Tem 14.5 km de extensão ao longo da costa e tem uma importância geológica devido a ser um dos locais no mundo com muitos dados sobre o Nível K-Pg.[1] Sujeito a erosões frequentes, o desfiladeiro tem cerca de 40m de altura.[2]

Geologia[editar | editar código-fonte]

Nas camadas superiores do desfiladeiro podem ser observadas evidências do estágio Maastrichtiano (72 a 66 milhões de anos atrás) e nas inferiores, parte do estágio Daniano (66 a 62 milhões de anos atrás).[3] Uma camada escura , com poucos centímetros, contendo irídio marca claramente a ligação dos Períodos Cretáceo e Paleocênico.[2] As camadas também podem ser vistas mais profundamente nos túneis de Stevnsforest, uma fortaleza da guerra fria construída em 1953. O giz bryozoa no desfiladeiro é altamente resistente tanto à uma guerra convencional quanto a armas nucleares.[4]

Museu da Guerra Fria[editar | editar código-fonte]

Em 2008 o Museu da Guerra Fria Fortaleza Stevns foi aberto ao público. Ele exibe equipamentos militares e um tour guiado de 90 minutos sobre o sistema subterrâneo de fortalezas. O sistema subterrâneo possui 1.6km de túneis, quartos e centros de comando, incluindo um hospital e até mesmo uma capela. Também há depósitos de munições para seus dois canhões de 15cm. Os túneis estão entre 18 e 20m abaixo da superfície, cravados na rocha do desfiladeiro. A fortaleza ultrassecreta foi construída em 1953 e permaneceu em operação até 2000..[5]

Igreja Højerup[editar | editar código-fonte]

Velha Igreja Højerup

A velha igreja Højerup (Højerup Gamle Kirke) que se localiza no topo do desfiladeiro data do ano 1200. Devido a erosão, um deslizamento de terra em 1928 causou o colapso e queda da estrutura inferior. O desfiladeiro pode ser acessado a pé a partir da igreja. Uma nova igreja finalizada em 1913 localiza-se a 300m da velha igreja.[6]

UNESCO[editar | editar código-fonte]

Stevns Klint foi incluído na lista de patrimônio Mundial da UNESCO por "oferecer evidência do impacto do meteorito Chicxulub que colidiu com o planeta no Período Cretáceo, a cerca de 65 milhões de anos atrás. Pesquisadores acreditam que essa colisão causou a maior extinção em massa de todos os tempos, responsável pelo desaparecimento de mais de 50% da vida na Terra."[7][8]

Referências

  1. «Stevns Klint». UNESCO. Consultado em 23 de junho de 2014 
  2. a b «Stevns Klint» (em dinamarquês). Den Store Danske. Consultado em 23 de junho de 2014 
  3. Surlyk F, Damholt T. & Bjerager M. (2006). «Stevns Klint, Denmark: Uppermost Maastrichtian chalk, Cretaceous-Tertiary boundary, and lower Danian bryozoan mound complex» (PDF). Bulletin of the Geological Society of Denmark. 54: 1-48 
  4. «Coastal Cliff Stevns Klint» (em Danish). Rotary Danmark 
  5. «Stevensfort Cold War Museum». Kalklanded. Consultado em 23 de junho de 2014 
  6. «Højerup» (em dinamarquês). Den Store Danske. Consultado em 24 de junho de 2014 
  7. «Stevns Klint na UNESCO». Consultado em 5 de junho de 2015 
  8. «Stevns Klint og Vadehavet på Unesco-liste» (em dinamarquês). Danmarks Radio. Consultado em 23 de junho de 2014 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]