Stjepan Radić

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Stjepan Radić

Stjepan Radić (11 de junho de 1871 - 8 de agosto de 1928), foi um político croata, fundador do Partido Camponês Croata (CPP,Hrvatska Seljačka stranka) em 1905. Radić reuniu o campesinato da Croácia em uma força política viável. Ao longo de sua carreira, ele se opôs à união centralizada do novo país e, mais tarde, a hegemonia sérvia na Iugoslávia e se tornou uma importante figura política no país.

Político errático em suas táticas, passou da devoção aos Habsburgos a defensa de um Estado republicano, aliado com os soviéticos, a aceitar a monarquia para a Iugoslávia e acabar tendo uma excelente relação pessoal com o rei Alexandre I da Iugoslávia.1 Ele manteve, apesar de todas as mudanças políticas, o apoio esmagador do eleitorado croata, principalmente camponês.1

Foi assassinado por um político sérvio-montenegrino, Punisa Račić (deputado Radical que representava um círculo eleitoral de Montenegro)2 no Parlamento: mais um ato que ajudou a separar os croatas e os sérvios do antigo reino.

Referências

  1. a b Armstrong (1935), p. 210
  2. Norman M. Naimark, Yugoslavia and its Historians: Understanding the Balkan Wars of the 1990s (Stanford: Stanford University Press, 2003), 105, 127

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]