Subaru Sambar

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Wiki letter w.svg
Por favor melhore este artigo ou secção, expandindo-o. Mais informação pode ser encontrada no artigo «Subaru Sambar» na Wikipédia em inglês e também na página de discussão.
Subaru Sambar
Subaru Sambar Dias
Visão Geral
Fabricante Subaru
Mini caminhão Sambar
Sambar 360 3ª geração
Sambar 6ª geração

O Subaru Sambar é um furgão compacto construído pela montadora Subaru para o mercado japonês. É do Japão, o primeiro Keitora (軽トラ), abreviação de "kei class truck" e ainda está em produção. O Sambar está disponível em microvan e Kei truck (estilo Pickup truck) para cumprir as diretrizes Keicar. Ainda popular no mercado doméstico, o Sambar continua a ser produzido no Japão, China, Coreia do Sul, assim como na Finlândia com a joint venture com Elcat Automotive.

O Sambar é um utilitário keicar equipado com transmissão continuamente variável (Câmbio CVT).[1]

Primeira geração (1961-1966)[editar | editar código-fonte]

Desde o início, em 1961, o Sambar usa suspensão independente nas quatro rodas e motor e transmissão traseiros, para manter o peso do veículo equilibrado. Inspirado em uma das primeiras microvans, o Fiat 600 Multipla (en) de 1957, foi baseado na plataforma do Subaru 360 e foi introduzido no Salão Tokyo Motor Show de 1960 em duas versões, exclusiva e comercial. O chassi é do tipo ladder frame (en), com duas longarinas longitudinais e paralelas, unidas transversalmente por vigas.[2] e a suspensão traseira é do tipo barra de torção. O Sambar foi criado para o segmento de mercado que desejava um Subaru 360 que pudesse transportar pequenas cargas. Foi introduzido depois do Kurogane Baby (en), uma minivan lançada em 1960.[3]

Segunda geração (1966-1973)[editar | editar código-fonte]

O Sambar redesenhado apareceu em janeiro de 1966, com uma nova aparência, sendo introduzida uma versão de caminhão. Continuou a usar o motor da série EK de 356 cc, com uma versão de 20 hp, utilizada no Subaru 360 desde julho de 1964.[4]

Um teto mais elevado para aumentar o espaço livre foi adicionado como opcional em 1968. A partir de 1970, o motor passou a ser acessado por fora do veículo e as portas dianteiras passaram a ser articuladas. Para aumentar a segurança, foi introduzida um sistema de amortecimento acolchoado no painel, também usado no modelo Subaru R-2. Uma atualização de estilo também foi feita, adicionando uma falsa grade na frente do veículo, que não tinha outra função além de dar uma aparência mais moderna, além de trazer o visual corporativo do novo Subaru Leone (en). O Sambar tinha como novos concorrentes, o Mazda Porter, lançado em 1968 e o Honda Vamos, de 1970.

Referências

  1. You Need Subaru's Versatile Little Sambar Pickup: The Jalopnik Review, em inglês acesso em 28 de outubro de 2013.
  2. Julian Happian-Smith (2001). An Introduction to Modern Vehicle Design (em inglês). [S.l.]: Elsevier. pp. 136–137. ISBN 0750650443 
  3. 360cc: Nippon 軽自動車 Memorial 1950-1975. Tokyo: Yaesu Publishing. 2007. p. 96. ISBN 9784861440830 
  4. 360cc: Nippon 軽自動車 Memorial, p. 95

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Subaru Sambar
Ícone de esboço Este artigo sobre Caminhões (português brasileiro) ou Camiões (português europeu) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.