Tamareira

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Como ler uma infocaixa de taxonomiaTamareira
Tâmaras na infrutescência.
Tâmaras na infrutescência.
Classificação científica
Reino: Plantae
Divisão: Magnoliophyta
Classe: Liliopsida
Ordem: Arecales
Família: Arecaceae
Género: Phoenix
Espécie: P. dactylifera
Nome binomial
Phoenix dactylifera
L.

A tamareira (do árabe التمر "tamar" [1]) ou datileira (Phoenix dactylifera) é uma palmeira extensivamente cultivada pelos seus frutos comestíveis, as tâmaras. Pelo fato de ser cultivada há milênios, a sua área natural de distribuição é desconhecida, mas seria originária dos oásis da zona desértica do norte de África, embora haja quem admita uma origem no sudoeste da Ásia. É uma palmeira de média dimensão, de 15 a 25 m de altura, por vezes surgindo em touceira, com vários espiques (caule da palmeira) partilhando o mesmo sistema radicular, mas em geral crescendo isolada. As folhas são frondes pinadas, com até 3 m de comprimento, com pecíolo espinhoso e cerca de 150 folíolos. Cada folíolo tem cerca de 30 cm de comprimento e 2 cm de largura.

Os seus primeiros frutos surgem apenas ao fim de 80 anos, pelo que existe um velho ditado árabe que diz "quem semeia tâmaras não colhe tâmaras" e sim os descendentes que podem colhê-los depois todos os anos.

Frutos[editar | editar código-fonte]

As tâmaras possuem coloração avermelhada e são frutos fibrosos de sabor agridoce.

Galeria[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui imagens e outras mídias sobre Tamareira
Wikcionário
O Wikcionário tem o verbete tamareira.
Ícone de esboço Este artigo sobre palmeiras (família Arecaceae), integrado no Projeto Plantas é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.