Tempestade tropical Erick (2007)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Tempestade tropical Erick
Tempestade tropical (EFSS)
Tempestade tropical Erick aproximadamente às 18:25 UTC de 1º de agosto
Formação 31 de julho de 2007
Dissipação 2 de agosto de 2007
Vento mais forte (1 min) 35 nós (65 km/h, 40 mph)
Pressão mais baixa 1004 hPa (mbar) ou 753 mmHg
Danos nenhum
Fatalidades nenhuma
Áreas afetadas nenhuma
Parte da
Temporada de furacões no Pacífico de 2007

A tempestade tropical Erick foi o oitavo ciclone tropical da temporada de furacões no Pacífico de 2007, e o quinto a atingir status de tempestade tropical. Erick se originou de uma onda tropical que deixou a costa da África, viajando para o oeste, cruzando todo o Oceano Atlântico e chegando ao Pacífico sem qualquer desenvolvimento. A onda gerou um pequeno sistema de baixa pressão em 28 de julho, que amadureceu em uma depressão tropical mais tarde naquele dia, apesar de fortes ventos de cisalhamento na região. A depressão intensificou-se para tempestade tropical e recebeu o nome de "Erick" enquanto continuava sua trajetória para o oeste. No entanto, o cisalhamento impediu que a tempestade se intensificasse ainda mais e sua estrutura foi sendo desfeita ao longo de poucos dias. O ciclone enfraqueceu para o nível de depressão tropical e se degenerou, resultando, pouco depois, em um remanescente de baixa pressão. A tempestade sempre permaneceu longe de áreas costeiras e por isso nenhum tipo de prejuízo associado a Erick, seja danos materiais ou fatalidades, foi relatado.

História meteorológica[editar | editar código-fonte]

Em meados de julho de 2007, uma onda tropical surgiu a partir da costa da África e iniciou uma viagem em sentido oeste através do Oceano Atlântico. Em 22 de julho, a onda passou pelas Pequenas Antilhas com alguma atividade forte, porém desorganizada. A onda cruzou a América Central três dias depois e entrou na porção oriental do Oceano Pacífico, onde mais tarde deu origem a uma pequena área de baixa pressão. Os ventos de cisalhamento impediram o desenvolvimento de ciclones tropicais durante alguns dias, deixando a área de convecção atmosférica separada da de baixa. A convecção começou a se formar perto do centro da tempestade, e o sistema tornou-se suficientemente organizado para ser designado, em 31 de julho, de Depressão tropical Oito-E pelo Centro Nacional de Furacões de Miami. Neste momento, a depressão estava localizada a 1.700 km (1.060 milhas) a sudoeste da ponta sul do estado mexicano da Baja California.[1]

Trajetória da tempestade. Erick se moveu em sentido oeste, se afastando da costa mexicana.

A convecção permaneceu concentrada na borda ocidental da tempestade por causa do cisalhamento e da presença de ar seco.[2] Estimativas feitas pela técnica Dvorak mostraram que os ventos da tempestade tinham aumentado de velocidade, por isso a depressão foi "promovida" para uma tempestade tropical, e recebeu o nome "Erick" 12 horas mais tarde, às 00:00 UTC de 1º de agosto; ela se tornou assim a quinta tempestade nomeada da temporada de furacões do Pacífico de 2007.[3][4][5] No momento da sua elevação a tal categoria, a tempestade Erick atingiu o seu pico de ventos, com velocidades de 65 km/h (40 mph) e uma pressão central mínima de 1 004 mbar (hPa; 29,66 inHg).[1] O cisalhamento do vento não cedeu e o ciclone manteve uma estrutura desorganizada com a falta de recursos de bandas. Embora a posição exata do centro da circulação fosse difícil de se estabelecer, os meteorologistas estimaram que a tempestade estava seguindo para o oeste em torno de 17 km/h sob a direção de correntes de cume de nível médio situadas a norte do sistema.[6] Mais tarde, em 1º de agosto, o cisalhamento forte separou-se do centro da área de declínio da atividade convectiva, o que indica que a tempestade estava se deteriorando.[7] Enfraquecido, Erick voltou a ser designado como depressão tropical em 2 de agosto, apenas 24 horas depois de tornar-se uma tempestade tropical.[1][8]

Tempestade tropical Erick em 1º de agosto.

O centro de baixo nível, em seguida, tornou-se alongado e mal definido;[9] a depressão continuou a se enfraquecer rapidamente, e se degenerou de volta ao status de onda tropical em 2 de agosto, a milhares de quilômetros de uma região costeira.[1] Um sistema de baixa pressão fraco formou-se ao longo da onda, mas não conseguiu se reorganizar num ciclone tropical, uma vez que entrou no norte do Pacífico Central.[1] Em 5 de agosto, os restos de nível baixo da tempestade tropical Erick passaram ao sul do Havaí sem causar nenhum efeito sobre o arquipélago.[10] O fenômeno se dissipou completamente em 8 de agosto. De acordo com o Tropical Cyclone Report, o Centro Nacional de Furacões considerou que tinha previsões vagas sobre a evolução de Erick. De fato, a tempestade se formou sem aviso significativo, e dissipou-se da mesma forma.[1]

Impacto[editar | editar código-fonte]

Em função do fato de Erick ter permanecido, de acordo com o meteorologista Richard Pasch, "muito longe de qualquer lugar", nenhum dano, prejuízo material ou fatalidade foram relatados. Além disso, nenhum navio relatou ventos com força de tempestade tropical associados ao fenômeno, e não houve emissão de alertas ou avisos de ciclones tropicais por parte de autoridades.[1] Ao longo de seu curso, Erick representava uma ameaça apenas para rotas de navegação.[11]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Portal A Wikipédia possui o portal:

Referências

  1. a b c d e f g Eric S. Blake (23 de agosto de 2007). «Tropical Storm Erick Tropical Cyclone Report» (PDF) (em inglês). National Hurricane Center. Consultado em 6 de setembro de 2008 
  2. Avila (31 de julho de 2007). «Tropical Depression Eight-E Discussion Number 1» (em inglês). National Hurricane Center. Consultado em 6 de setembro de 2008 
  3. Avila (1 de agosto de 2007). «Tropical Storm Erick discussion #2» (em inglês). National Hurricane Center. Consultado em 1 de agosto de 2007 
  4. Associated Press (1 de agosto de 2007). «Tropical Storm Erick Forms In Pacific» (em inglês). CBS News. Consultado em 17 de setembro de 2008 
  5. Jonathan Tirone (1 de agosto de 2007). «Tropical Storm Erick Forms in Pacific, West of Central America» (em inglês). Bloomberg. Consultado em 3 de dezembro de 2008 
  6. Pasch (1 de agosto de 2007). «Tropical Storm Erick Discussion Number 3» (em inglês). National Hurricane Center. Consultado em 6 de setembro de 2008 
  7. Rhome (1 de agosto de 2007). «Tropical Storm Erick Discussion Number 5» (em inglês). National Hurricane Center. Consultado em 6 de setembro de 2008 
  8. Associated Press (8 de fevereiro de 2007). «Tropical Storm Erick weakens far off Mexico's Pacific coast» (em inglês). USA Today. Consultado em 16 de outubro de 2011 
  9. Brown (2 de agosto de 2007). «Tropical Storm Erick Discussion Number 5» (em inglês). National Hurricane Center. Consultado em 6 de setembro de 2008 
  10. Honolulu National Weather Service (2007). «August 2007 Precipitation Summary» (em inglês). National Oceanic and Atmospheric Administration. Consultado em 24 de setembro de 2008. Arquivado do original em 12 de maio de 2008 
  11. «Tropical Storm Erick Churns the Eastern Pacific». Earthweek (em inglês). 29 de junho de 2007. Consultado em 15 de abril de 2009 

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Tempestade tropical Erick (2007)
Ciclones tropicais da Temporada de furacões no Pacífico de 2007
Escala de Furacões de Saffir-Simpson
DT TS TT 1 2 3 4 5