Templo de Valhala

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Disambig grey.svg Nota: Para o templo, veja Valhala (desambiguação).
Templo de Walhalla
Walhalla logo 167x74.png
Walhalla Aerial View.JPG
Apresentação
Tipo
Estilo
Arquiteto
Período de construção
Abertura
Patrocinador
Estatuto patrimonial
Heritage monument ensemble in Bavaria (d)Visualizar e editar dados no Wikidata
Website
Localização
Endereço
Banhado por
Coordenadas
Templo de Valhala, Alemanha

O Templo de Valhala[1][2] (em alemão: Walhalla) é uma construção localizada nos arredores da cidade de Ratisbona (em alemão: Regensburg), na Baviera, Alemanha. Foi erguido em mármore, no início do século XIX, pelo rei Luís I da Baviera, tendo como modelo o Partenon em Atenas.

Foi projetado pelo arquitecto Franz Leo von Klenze. Sua construção foi iniciada em 1816 e completada 26 anos depois (1842). Nele encontram-se estátuas de heróis nacionais. Valhala na mitologia nórdica também é o lugar onde iam, após a vida, os guerreiros viquingues mais corajosos e vitoriosos.

Adolf Hitler visitou o Valhala ainda na sua juventude e mais tarde. O espírito nacionalista e romântico que ensombra este lugar parece ter-lhe agradado bastante. Hoje, o Valhala alberga também estátuas de personalidades que não teriam agradado a Hitler, como o judeu Albert Einstein e a heroína da Resistência da Segunda Guerra Mundial, Sophie Scholl.

Referências

  1. «Valhala». Aulete. Consultado em 17 de maio de 2016 
  2. «Valhala». Michaelis. Consultado em 17 de maio de 2016 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]