Teoria de placas

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Ambox rewrite.svg
Esta página precisa ser reciclada de acordo com o livro de estilo (desde setembro de 2017).
Sinta-se livre para editá-la para que esta possa atingir um nível de qualidade superior.
Text document with red question mark.svg
Este artigo ou secção contém fontes no fim do texto, mas que não são citadas no corpo do artigo, o que compromete a confiabilidade das informações (desde setembro de 2017). Ajude a melhorar este artigo inserindo fontes.

A teoria de placas descreve as propriedades de placas na mecânica aplicada. A fim de possibilitar seu cálculo são feitas algumas hipóteses simplificativas, sendo assim um método aproximado para possibilitar seu cálculo. A teoria pode ser aplicada quando:

  • A placa tem superfície plana
  • A espessura da placa é pequena em comparação com suas restantes dimensões
  • A deformação da placa, tanto de deflexão quanto de inclinação, é pequena em comparação com a espessura da placa
  • Seções de linha reta ortogonais à superfície média indeformada permanecem retas e ortogonais à superfície média deformada (hipótese normal ou hipótese de Kirchhoff-Love)
  • A tensão normal à superfície média pode ser desprezada
  • Placas são carregadas apenas na direção normal ao plano médio ()

Os seguintes cientistas contribuíram para a teoria de placas:

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]