Terra Fria Transmontana

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde março de 2012). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

Terra Fria é o nome que se dá a um território situado no Nordeste Transmontano, por oposição a outro, a "Terra Quente".

A metade oriental de Trás-os-Montes, correspondente ao Distrito de Bragança, está dividida em dois territórios distintos: a Terra Fria Transmontana e a Terra Quente Trasmontana. Os concelhos da Terra Fria incluem os concelhos raianos de Vinhais, Bragança, Vimioso, Miranda do Douro e Mogadouro.

Apesar dos nomes, as temperaturas médias registadas nos dois territórios são muito semelhantes, servindo esta divisão mais em termos morfológicos do que propriamente de temperaturas. No entanto, não deixa de ser verdade que nas serras da Terra Fria se registam as temperaturas mais baixas do Nordeste Transmontano, e até de Portugal.[carece de fontes?]

Agricultura[editar | editar código-fonte]

Uma cultura associada à Terra Fria Transmontana é o castanheiro. O castanheiro é a referência paisagística da região, que possui extensos soutos. [1]

A castanha é considerada “o ouro” da Terra Fria Transmontana, nomeadamente os concelhos de Vinhais, Bragança e Valpaços, responsáveis por 90 por cento da produção nacional, que ronda as 40 mil toneladas. Quase toda a produção é encaminhada para exportação. [2]

Referências

  1. Gazeta Rural n.º 257, 15 de Outubro de 2015, pág. 8.
  2. Gazeta Rural n.º 257, 15 de Outubro de 2015, pág. 9.
Ícone de esboço Este artigo sobre Geografia de Portugal é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.