Théophile de Donder

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Translation Latin Alphabet.svg
Este artigo ou seção está a ser traduzido de «Théophile de Donder» na Wikipédia em inglês. Ajude e colabore com a tradução.
Théophile de Donder
Théophile Ernest de Donder na 5ª Conferência de Solvay, em 1927. De pé na última fila, é o quinto a partir da direita. Diretamente à sua frente está Paul Dirac
Conhecido(a) por Pai da termodinâmica irreversível
Nascimento 19 de agosto de 1872
Schaerbeek, Bruxelas
Morte 11 de maio de 1957 (84 anos)
Bruxelas
Nacionalidade Bélgica Belga
Alma mater Universidade Livre de Bruxelas
Orientador(es) Henri Poincaré
Orientado(s) Ilya Prigogine, Jules Geheniau, Léon Van Hove, Raymond Coutrez
Instituições Universidade Livre de Bruxelas
Campo(s) Física e matemática
Tese 1901: Etude sur les invariants intégraux

Théophile Ernest de Donder (Bruxelas, 19 de agosto de 1872 — Bruxelas, 11 de maio de 1957) foi um matemático e físico belga.[1]

Participou da 4ª, 5ª, 6ª, 7ª e 8ª Conferência de Solvay.

Famoso pelo seu trabalho em 1923 no qual desenvolveu correlações entre o conceito newtoniano de afinidade química e o conceito de energia livre de Gibbs.

Educação[editar | editar código-fonte]

Ele recebeu seu título de doutorado em física e matemática da Universidade Livre de Bruxelas em 1899, com a tese denominada Sur la Théorie des Invariants Intégraux (On the Theory of Integral Invariants).[2]

Carreira[editar | editar código-fonte]

Ele foi professor entre 1911 e 1942 na Universidade livre de Bruxelas. Inicialmente ele deu continuação ao trabalho de Henri Poincaré e Elie Cartan. A partir de 1914 ele sofreu influências do trabalho de Albert Einstein e foi um dos entusiastas da teoria da relatividade. Ele adquiriu uma reputação significante em 1923, quando desenvolveu sua definição de afinidade química. Ele apontou a conexão que existia entre a afinidade química e a energia livre de Gibbs.

Ele é considerado o pai da termodinâmica de processo irreversível.[3] Posteriormente, seu trabalho foi complementado por Ilya Prigogine. De Donder era colega de pesquisas e amigo de Albert Einstein.


Referências

  1. Jagdish Mehra e Helmut Rechenberg, The Historical Development of Quantum Theory (em inglês)
  2. Acad. Roy. Belg., Bull. Cl. Sc., page 169, 1968.
  3. Perrot, Pierre (1998). A to Z of Thermodynamics. [S.l.]: Oxford University Press. ISBN 0198565569 

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]