Léon Van Hove

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Léon Van Hove
Nascimento 10 de fevereiro de 1924
Bruxelas
Morte 2 de setembro de 1990 (66 anos)
Nacionalidade Bélgica Belga
Prêmios Prêmio Dannie Heineman de Física Matemática (1962), Medalha Max Planck (1974)
Orientador(es) Théophile de Donder[1]
Orientado(s) Nicolaas Marinus Hugenholtz
Campo(s) Física

Léon Charles Van Hove (Bruxelas, 10 de fevereiro de 19242 de setembro de 1990) foi um físico belga.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Graduado em matemática e física pela Universidade Livre de Bruxelas, onde doutorou-se em 1946. De 1949 a 1954 trabalhou no Instiuto de Estudos Avançados de Princeton, deido a seu encontro com Robert Oppenheimer. Posteriormente trabalhou no Laboratório Nacional de Brookhaven, e foi diretor do Instituto de Física Teórica da Universidade de Utrecht. Recebeu em 1958 o Prêmio Francqui de ciências exatas. Foi convidado para chefe da divisão teórica da Organização Europeia para a Investigação Nuclear (CERN) em 1959, cargo em que permaneceu por três décadas.

Foi presidente da 17ª e 18ª Conferência de Solvay.

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Precedido por
Marvin Leonard Goldberger
Prêmio Dannie Heineman de Física Matemática
1962
Sucedido por
Keith Brueckner
Precedido por
Nikolai Bogoliubov
Medalha Max Planck
1974
Sucedido por
Gregor Wentzel