Alexander Polyakov

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Alexander Markovich Polyakov
Nascimento 27 de setembro de 1945 (75 anos)
Moscou
Nacionalidade russo
Cidadania Rússia, União Soviética, Estados Unidos
Alma mater Instituto de Física e Tecnologia de Moscou
Ocupação físico, professor, físico teórico
Prêmios Prêmio Dirac (1986), Prêmio Dannie Heineman de Física Matemática (1986), Racah Lectures in Physics (1991), Medalha Lorentz (1994), Medalha Oskar Klein (1996), Prêmio Pomeranchuk (2004), Prêmio Harvey (2010), Prêmio Lars Onsager (2011), Medalha Max Planck (2021)
Empregador Universidade de Princeton
Orientador(es) Karen Ter-Martirosian
Instituições Universidade de Princeton, Instituto Landau de Física Teórica
Campo(s) física teórica

Alexander Markovich Polyakov (em russo: Александр Маркович Поляков) (Moscou, 27 de setembro de 1945) é um físico teórico russo.

Honrarias e premiações[editar | editar código-fonte]

Alexander Polyakov foi condecorado com o Prêmio Dirac e o Prêmio Dannie Heineman de Física Matemática em 1986, a Medalha Lorentz em 1994, e a Medalha Oskar Klein em 1996.

Foi eleito para a Academia Russa de Ciências em 1984[1] e a Academia Nacional de Ciências dos Estados unidos (ANC) em 2005.[2][3]

Recebeu o Fundamental Physics Prize de 2013.

Referências

  1. Alexander M. Polyakov. Site da Academia
  2. Polyakov, Alexandre. NAS Section: Physics
  3. Dirac Medalist Elected to NAS Arquivado em 16 de agosto de 2007, no Wayback Machine.. ICTP News. 9/5/2005

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Precedido por
Jakov Seldovich e Edward Witten
Medalha Dirac do ICTP
1986
com Yoichiro Nambu
Sucedido por
Bryce DeWitt e Bruno Zumino
Precedido por
David Ruelle
Prêmio Dannie Heineman de Física Matemática
1986
Sucedido por
Rodney Baxter
Precedido por
Pierre-Gilles de Gennes
Medalha Lorentz
1994
Sucedido por
Carl Wieman e Eric Allin Cornell