Três Histórias, Um Destino

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Este é o livro. Se procura o filme, veja Três Histórias, Um Destino (filme).
Três Histórias, Um Destino
Autor(es) R. R. Soares
Idioma Português
País Brasil
Assunto Ficção
Gênero Espiritualidade
Editora Graça Editorial
Formato Capa em cartão
Lançamento 2004

Três Histórias, Um Destino é um best-seller escrito por R. R. Soares, lançado em 2004 pela Graça Editorial. Primeira obra de ficção escrita pelo líder da Igreja Internacional da Graça de Deus, o livro foi adaptado para os cinemas em 2012.[1]

Composição do livro[editar | editar código-fonte]

Foi durante uma viagem de Lisboa (Portugal), para o Rio de Janeiro que nasceu a inspiração para escrever Três Histórias, Um Destino. Intercalando caderno e computador, o livro ia nascendo. "Parece que Deus passou um filme na minha cabeça, então peguei o computador e fui escrevendo. Quando a bateria acabou, fui para a caneta e o papel e redigi as partes principais", disse em entrevista.[2]

Primeira Versão[editar | editar código-fonte]

Na primeira edição do livro[3] , os personagens e a história eram diferentes da atual. Com personagens brasileiros, - Frank, um pastor ; Juvenal, um jovem marginalizado; e Marcos, um cristão que se afasta de Deus - a principal diferença se encontra na pessoa de Marcos; que no roteiro original se encontrava como um membro de uma Igreja que, dominado por vícios, chegava ao "fundo do poço". Na adaptação da obra para o cinema (que foi toda produzida nos Estados Unidos), o livro foi reeditado e o foco deste personagem se modificou em relação aos demais. Marcos saiu do contexto e entrou a personagem Elizabeth, uma jovem criada por uma mãe superprotetora que ao encontrar um grande amor, se afasta dos caminhos de Deus.

Versão Atual[editar | editar código-fonte]

Na atual edição[3], o único nome que se manteve foi o de Frank, que interpreta um pastor que, movido pela ambição, se afasta do foco principal de sua função, que é a pregação do evangelho. Juvenal, o menino oriundo de um lar desestruturado que se envolve com o mundo do crime tornou-se Jeremias. A personagem Elizabeth, na atual versão, toma o lugar que era de Marcos.

Tema Abordado[editar | editar código-fonte]

O foco do livro é levar a mensagem de que a solução para todos os problemas está em Deus "[...] A idéia é fazer as pessoas entenderem que não vale a pena abandonar Jesus como o rapaz abandonou a esposa; ou agir como o pastor que pensava estar agradando a Deus, quando, na verdade, estava tomado pelo espírito de cobiça; ou proceder como aquele rapaz que foi criado na igreja, mas acabou no crime", segundo R.R. Soares.[2]

Cinema[editar | editar código-fonte]

Rodado na Carolina do Norte (EUA) pela Graça Filmes e Uptone Pictures, a obra foi adaptada por Robert C. Treveiler, diretor do longa. Em 02 de Novembro de 2012, o filme foi lançado em 52 salas de cinema por todo o Brasil.[4] Sucesso de público, foi assistido por mais de 280 mil pessoas nas oito semanas em que esteve em cartaz.[5]

Referências

  1. Gnotícias. «Três Histórias, Um Destino: filme inspirado em livro do missionário R. R. Soares estreará dia 02/11 em 100 salas de cinema no Brasil». Consultado em 29 de dezembro de 2012 
  2. a b Revista Graça. «Com a Palavra, o Autor (Revista Graça/Show da Fé - Ano 14 - n° 159)». Consultado em 29 de dezembro de 2012 
  3. a b Graça Editorial. «Três Histórias, Um Destino: Primeira Edição». Consultado em 29 de dezembro de 2012  Erro de citação: Código <ref> inválido; o nome "Três Histórias 1" é definido mais de uma vez com conteúdos diferentes
  4. Ancine. «Brasil nas Telas: Três Histórias, Um Destino». Consultado em 29 de dezembro de 2012 
  5. Portal Creio. «200 Mil Espectadores nos Cinemas: Três Histórias, Um Destino é sucesso da Graça Filmes». Consultado em 29 de dezembro de 2012 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]