Tratado de Hamina

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Tratado de Hamina
Tratado de Fredrikshamn
Última página do tratado com as assinaturas dos signatários
Tipo de tratado Tratado de paz
Assinado 17 de setembro de 1809
Local Hamina, Finlândia
Signatários Suécia e Rússia
Língua Francês

O Tratado de Hamina ou Tratado de Fredrikshamn (em sueco: Freden i Fredrikshamn; em finlandês: Haminan rauha) foi um tratado de paz entre o Império Russo e a Suécia, assinado em 17 de setembro de 1809. O tratado, que concluiu a Guerra Finlandesa (1808-1809), recebeu esse nome por ter sido assinado na cidade de Hamina, na atual Finlândia.[1]

Pelo tratado, a Suécia foi obrigada a ceder a Finlândia à Rússia , incluindo as ilhas de Åland e a parte oriental das províncias suecas de Västerbotten e Lapónia, territórios esses que formaram o novo Grão-Ducado da Finlândia. Além disso, a Suécia foi obrigada a participar no Bloqueio Continental de Napoleão contra a Inglaterra.[2][3]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Henrikson, Alf; Björn Berg (1963). «Fredrikshamnsfreden». Svensk historia (em sueco). Estocolmo: Bonnier. p. 763. 1062 páginas. ISBN 91-0-055344-1 
  2. «Fredrikshamnsfreden» (em sueco). Uppslagsverket Finland - Enciclopédia Finlândia. Consultado em 24 de janeiro de 2016 
  3. Max Engman e Monica Nyholm. «Fredrikshamn» (em sueco). Nationalencyklopedin - Enciclopédia Nacional Sueca. Consultado em 24 de janeiro de 2016 
Ícone de esboço Este artigo sobre relações internacionais, diplomacia ou sobre um diplomata é um esboço relacionado ao Projeto Ciências Sociais. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.