Turvínia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Turvínia
  Distrito do Brasil  
Estado  São Paulo
Município Bebedouro
Criado em 1922
População (2010)
 - Total 717

Turvínia ou Turvínea (segundo grafia oficial do Plano Diretor do Município) é um distrito do município brasileiro de Bebedouro, no estado de São Paulo.

Foi inaugurado de acordo com a Lei n.° 1864, de 31 de agosto de 1922. Possui esse nome devido à proximidade com o Rio Turvo, de um povoado já existente que servia como entreposto de café antes da travessia do rio, entre Bebedouro e Catanduva. Possui cerca de 1.050 habitantes, e está a cerca de 20 km do distrito sede (Bebedouro). Pelo decreto-lei Estadual n.º 9775, de 30 de novembro de 1938, o distrito foi extinto. Pelo decreto lei n.° 14334 de 30 de novembro de 1944, vigente em 1945-1948, o distrito de Turvínia foi novamente criado, desmembrando-se do distrito sede. Tal criação foi então confirmada pela nova divisão territorial do município em [1º de julho]] de 1960.

Possui uma escola municial (EMEB Profª Izabel Motta Silva Cardoso, criada pela Lei n.º 6324, de 28/09/1961, como grupo escolar estadual), uma unidade básica de saúde (criada inicialmente como subcentro de saúde pela lei estadual n.º 7008, de 10/09/1962), e uma igreja católica: a capela de Nossa Senhora do Rosário, pertencente Paróquia de Nossa Senhora Aparecida de Botafogo (outro distrito de Bebedouro a cerca de 10 km). O cartório de notas do distrito se localiza em Botafogo, atuando conjuntamente com o cartório daquele distrito.

Comunicações[editar | editar código-fonte]

O distrito era atendido pela Telecomunicações de São Paulo (TELESP)[1], que construiu a central telefônica utilizada até os dias atuais. Em 1998 esta empresa foi privatizada e vendida para a Telefônica[2], sendo que em 2012 a empresa adotou a marca Vivo[3] para suas operações de telefonia fixa.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Área de atuação da Telesp em São Paulo». Página Oficial da Telesp (arquivada) 
  2. «Nossa História». Telefônica / VIVO 
  3. GASPARIN, Gabriela (12 de abril de 2012). «Telefônica conclui troca da marca por Vivo». G1