Vale do Paraíso (Azambuja)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Portugal Portugal Vale do Paraíso 
  Freguesia  
Igreja de Nossa Senhora do Paraíso
Igreja de Nossa Senhora do Paraíso
Símbolos
Brasão de armas de Vale do Paraíso
Brasão de armas
Gentílico Valeparaisense
Localização
Vale do Paraíso está localizado em: Portugal Continental
Vale do Paraíso
Localização de Vale do Paraíso em Portugal
Coordenadas 39° 06' 56" N 8° 53' 09" O
Município AZB.png Azambuja
História
Fundação 1916
Administração
Tipo Junta de freguesia
Presidente Sérgio Paulo de Sousa Alexandre (PS)
Características geográficas
Área total 6,73 [1] km²
População total (2021) 955 hab.
Código postal 2050
Outras informações
Orago Nossa Senhora do Paraíso
Sítio www.jfparaiso.pt
Imagem de Nossa Senhora do Paraíso, venerada na Igreja de Nª Senhora do Paraíso, em Vale do Paraíso, Azambuja.
Imagem de Nossa Senhora do Paraíso
Painel de azulejos identificativo da "Casa Colombo", onde se situa o Centro de Interpretação Colombo, em Vale do Paraíso.
Painel de azulejos da "Casa Colombo", em Vale do Paraíso

Vale do Paraíso é uma freguesia portuguesa do município da Azambuja, com 6.73 km² [1] de área e 955 habitantes (2021). A sua densidade populacional é de 141,9 hab/km².

A Freguesia de Vale do Paraíso, têm como momento histórico mais importante o encontro de D. João II e Cristóvão Colombo, ocorrido nos dias 9, 10 e 11 de Março de 1493, quando o navegador chega da sua primeira viagem ao continente americano [2]. Atualmente, existe um Centro de Interpretação em Vale do Paraíso que conta como ocorreu este encontro e todo o seu contexto [2].

A freguesia foi criada em 1916, por desanexação de Aveiras de Cima.

Lenda de Nª Senhora do Paraíso[editar | editar código-fonte]

Entre os anos de 1480 e 1500, foi encontrada, por um pastor que ali guardava o seu rebanho, uma pequena imagem de Nossa Senhora, no tronco de um sobreiro. O pastor cheio de alegria, mas também com algum receio, visto que a imagem estava cercada de luz, o pastor não conseguiu pegar-lhe, então apressou-se para ir contar o sucedido ao Pároco de Aveiras. Dada a notícia ao Pároco, o mesmo convocou a população de Aveiras para que, em conjunto com ele, em procissão, fossem buscar a Imagem que se revelara ao pastor. Assim com muita Fé e Devoção partiram de Aveiras até ao dito local onde se encontrava a tal Imagem, chegando ao local o pároco, com toda a delicadeza, retirou a Imagem e levou-a para a Igreja de Nossa Senhora da Purificação em Aveiras de Cima, onde foi colocada no altar-mor.

No dia seguinte, o povo dirigiu-se para a igreja para venerar a Imagem, mas ao chegarem verificaram que a Santa Imagem já não se encontrava no local. Indo a procura da Imagem sagrada, descobriram-na no sobreiro onde tinha sido encontrada. Levaram-na de volta para a igreja pela segunda vez mas o sucedido voltou-se a repetir apela terceira vez, logo perceberam que era ali que a Sagrada Imagem queria estar, por tal acontecimento o povo mandou-lhe ali edificar um pequena ermida. Por todo o lado a Imagem da Virgem ia ganhando fama de milagrosa.

D. Ana de Lencastre, refugiando-se da peste que assolava Lisboa, dirigiu-se para comenda em Aveiras, pelas notícias que já tinha ouvido da Milagrosa Imagem de Senhora do Paraíso e com fé de que só na sua companhia poderia escapar ao contágio da peste, ai ficou e acabou por escapar á peste e então decidiu, por isso, aumentar a ermida. Com o decorrer dos anos a devoção a Nossa Senhora do Paraíso era cada vez maior, espalhando-se a fama de seus milagres. A 24 de Fevereiro de 1562 foi fundada a Confraria de Nossa Senhora do Paraíso que tinha estatutos próprios e cumpria com os princípios das irmandades do Reino, e que ainda hoje acontecem. A Imagem, que sustenta o Menino Jesus nos braços, era muito pequenina, não passava de um palmo de altura e há que lhe atribuíram o nome de Nossa Senhora do Ó, cuja devoção se realiza a 18 de Dezembro. Ainda hoje a tradição de prestar devoção á Imagem continua até aos dias de hoje…


População[editar | editar código-fonte]

População da freguesia de Vale do Paraíso [3]
1890 1900 1911 1920 1930 1940 1950 1960 1970 1981 1991 2001 2011 2021
947 1 038 1 061 1 146 1 143 1 091 1 146 1 113 1 040 880 955

Criada pela Lei nº 522, de 03/05/1916, com lugares desanexados da freguesia de Aveiras de Cima

Igreja de Nossa Senhora do Paraíso[editar | editar código-fonte]

A igreja de Nossa Senhora do Paraíso, deve a sua origem ao aparecimento de uma imagem da Virgem Maria, no tronco de um sobreiro, por um pastor, a igreja foi concluída em 1555 pela Comendadeira do Mosteiro de Santos da Ordem de Santiago da Espada, donatárias da Vila de Aveiras de Cima a que também pertencia Vale do Paraíso, em 1562 a Igreja passou a ser gerida pela Confraria de Nossa Senhora do Paraíso, que tinha estatutos próprios e cumpria com os princípios das irmandades do Reino, e que ainda hoje acontece.

Ao longo dos anos a igreja de Nossa Senhora do Paraíso tem evoluindo, tem presente vários estilos arquitetónicos, entre eles o neoclássico, a igreja possui uma grande quantidade de azulejos do século XVII, sendo toda a igreja revestida desses azulejos, em 1671 a abóbada foi pintada com a temática de "O Paraíso".

Em 1755, com o Terramoto de Lisboa, Vale do Paraíso foi afetado e a igreja sofreu vários danos, alguns ainda visíveis hoje em dia, com a recuperação do portal principal da igreja em 2015 descobriu-se que provavelmente o Terramoto de Lisboa causou mais danos na igreja do que se previa, pois o portal estava muito danificado, pois na altura do terremoto os danos foram tapados com argamassas e um agrafo metálico, que até ao restauro não eram visíveis.

No ano de 1957 foi acrescentado à igreja uma torre sineira, neste mesmo ano Vale do Paraíso recebeu a imagem de Nossa Senhora de Fátima Peregrina, hoje em dia a Igreja de Nossa Senhora do Paraíso esta preservada graças à Confraria de Nossa Senhora do Paraíso, que a tem gerido por mais de 450 anos.

Política[editar | editar código-fonte]

A freguesia do Vale do Paraíso é administrada por uma junta de freguesia, presidida por Sérgio Paulo de Sousa Alexandre, eleito nas eleições autárquicas de 2021 pelo Partido Socialista. Existe uma assembleia de freguesia que é o órgão deliberativo, constituída por 7 membros.

O partido mais representado na assembleia de freguesia é o Partido Socialista com 4 membros (maioria absoluta), seguido do Partido Social Democrata com 3. Esta assembleia elegeu os 2 vogais da junta de freguesia, ambos do Partido Socialista. O presidente da assembleia de freguesia é João Lourenço Narciso Marques do Partido Socialista.

Eleições de 2021
Órgão PS PSD
Assembleia de Freguesia 4 3
Junta de Freguesia 3 0
O Commons possui uma categoria com imagens e outros ficheiros sobre Vale do Paraíso (Azambuja)

Referências


Ícone de esboço Este artigo sobre freguesias portuguesas é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.