Varyag (cruzador)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Varyag (Chervona Ukraina)
O cruzador Varyag em Vladivostok, 2010.
Carreira Naval Ensign of the Soviet Union (1950-1991).svg Naval Ensign of Russia.svg
Operador Marinha soviética
Marinha da Rússia
Fabricante Nikolayev
Homônimo Varegues
Construção 1979
Lançamento julho de 1983
Comissionamento 16 de outubro de 1989
Estado em serviço na frota do Pacífico
Outro(s) nome(s) Chervona Ukraina
Características gerais
Classe Classe Slava (Cruzador)
Largura 67, 9m
Comprimento 306,5 m
183 m (600 ft) comprimento do convés do hangar
Boca 67 m (220 ft)
Calado 8,5 m
Propulsão 4 turbinas a gás COGOG
2 eixos de 121,000 shp
Velocidade 32 kn (59,3 km/h)
Autonomia 10 000 km (6 210 mi) a 16 kn (29,7 km/h)
Armamento
  • 16 x 9K80 (P-500 Bazalt), mísseis terra-terra de uso anti-navio
  • 24 x lançadores com 40 x Osa-M (código OTAN, SA-N-4 Gecko) míssil terra-ar de curto alcance
  • 2 x sistemas de canhões com canhões do tipo AK-130 duplos de calibre 130 mm (5,12 in)
  • 2 x sistemas de morteiros anti-submarinos RBU-6000 ASW com 10 foguetes
  • 64 x sistemas de foguetes terra-ar S-300F ou S-300PMU de longo alcance
  • 6 x sistemas CIWS de canhões AK-130 de 20 mm (0,787 in)

O Varyag (em russo: Варяг, tr.: Varangiano) é um cruzador de mísseis guiados russo. É o terceiro cruzador que compõe a classe Slava, e atualmente se encontra em serviço na marinha russa. Antes, servia a marinha soviética, nomeado de Chervona Ukraina.[1] Foi nomeado em homenagem aos varegues ou varangianos.

O seu batimento de quilha aconteceu no estaleiro 445 em Nikolayev no ano de 1979, quando conhecido por Chervona Ukraina. O navio foi lançado em julho de 1983 e comissionado em 16 de outubro de 1989. O navio de guerra entrou para a Frota do Pacífico em 1990 e foi alistado tendo apenas um zelador na tripulação até 2002.[2]O cruzador voltou ao serviço na Frota do Pacífico no início de 2008 depois de uma revisão.[3]Em 2009, o Varyag liderou uma frota de navios de guerra estrangeiros que participaram de um desfile para marcar o 60º aniversário da marinha da China.[4]

Em junho de 2010, Varyag, sob o comando do capitão Eduard Moskalenko e do contra-almirante das Forças da Frota do Norte Vladimir L. Kasatonov, fez uma visita ao porto de San Francisco, sendo a primeira de um combatente à superfície da marinha russa em 147 anos. O navio contou com uma cerimônia de inauguração de placa para homenagear seis marinheiros russos da Marinha Imperial que morreram combatendo um incêndio em San Francisco em 1863.[5] Esta visita contou também com o presidente Medvedev que visitou o Vale do Silício e mais uma vez visitou o Varyag, depois da visita em Cingapura em 2009. Em 19 de novembro de 2010, durante uma visita informal de 4 dias à Coreia do Sul, o tenente Ivan Yegorov, de 24 anos, teria cometido suicídio por enforcamento. De acordo com Roman Martov, chefe da frota do Pacífico, o motivo do suicídio foi um conflito entre o tenente e sua esposa. O irmão da tripulante duvida que foi suicídio, e disse aos repórteres que seu irmão havia lhe telefonado várias horas antes da morte: "Sua voz era de alto astral e ele se gabava de presentes que ele estava indo trazer à sua família". Houve um relatório policial arquivado, mas nenhuma evidência de crime foi encontrada.[6][7]

De 8 a 11 de novembro de 2011, o Varyag, acompanhado pelo petroleiro Irkut, fez uma visita para o porto de Vancouver, British Columbia, para homenagear os militares mortos em conflitos armados. Varyag foi escoltado até Vancouver pelo contratorpedeiro da Marinha Real Canadense HMCS Algonquin, e a tripulação do Varyag se envolveu em esportes amistosos com os seus homólogos canadenses do Algonquin.[8][9][10]Em novembro de 2014, o Varyag levou uma implantação de quatro navios de guerra russos para as águas internacionais ao largo da Austrália.[11] A implantação foi planejada para ser ligada ao G-20 Brisbane, e houve crescentes tensões entre as duas nações.[12]

Vostok 2014[editar | editar código-fonte]

O Varyag realizou exercícios estratégicos de larga escala Vostok (Oriente) 2014 no território do Distrito Militar Oriental (Extremo Oriente e Sibéria Oriental) de 19 a 25 de setembro de 2014. Na semana anterior, o Distrito Militar Oriental foi palco de inspeção de surpresa, visando verificar a prontidão de combate das tropas e as capacidades de mobilização das agências civis. As manobras Vostok 2014 completam o conjunto de exercícios e inspeções de 2014.[13]

Galeria[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. "Russian cruiser Varyag (1983)" Acessado em 3 de janeiro de 2015.
  2. "Project 1164 Atlant Krasina/Slava class Guided Missile Cruiser" Acessado em 6 de outubro de 2014.
  3. [http://en.rian.ru/russia/20090422/121247162.html "Russian cruiser to lead foreign ships in China naval parade" Acessado em 6 de outubro de 2014.
  4. [http://en.rian.ru/russia/20090422/121247162.html "Russian cruiser to lead foreign ships in China naval parade" Acessado em 6 de outubro de 2014.
  5. "Russian warship makes rare S.F. appearance" Acessado em 22 de junho de 2010.
  6. "Dead crewman was found in cruiser Varyag" Acessado em 6 de outubro de 2014.
  7. "An Officer of Varyag Cruiser Committed Suicide"|Acessado em 10 de novembro de 2011.
  8. "Flagship Guard Missile Cruiser Varyag Arrives at Port of Vancouver, Canada" Acessado em 6 de outubro de 2014.
  9. "Russian warships visit Vancouver"|Acessado em 10 de novembro 2011.
  10. "Russian missile cruiser visits Canada"|Acessado em 10 de novembro de 2011.
  11. "Troubled waters as Russians send warships" Acessado em 13 de novembro de 2014.
  12. "Stephen Harper at G20 tells Vladimir Putin to 'get out of Ukraine' : Annual summit dominated by Western anger towards Putin Acessado em 16 de novembro de 2014.
  13. http://portuguese.ruvr.ru/news/2014_09_21/Exercicios-Vostok-2014-cruzador-Varyag-prepara-se-para-lancar-ataque-com-misseis-0286/ "Exercícios Vostok 2014: cruzador Varyag prepara-se para lançar ataque com mísseis". Acessado em 15 de janeiro de 2015.