Vasco de Lemos Mourisca

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde dezembro de 2011).
Por favor, adicione mais referências inserindo-as no texto ou no rodapé. Material sem fontes poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

Vasco de Lemos Mourisca (Albergaria-a-Velha, 24 de Agosto de 191113 de Dezembro, 1984) foi um escritor e jornalista português.

Percurso[editar | editar código-fonte]

Depois de ter deixado a vida das tertúlias e do Parque Mayer de Lisboa e o curso inacabado de Direito, Vasco Mourisca fixa-se em Albergaria, na casa de seus pais.[1]

É o fundador do jornal Beira-Vouga que saiu pela primeira vez em 13 de Abril de 1941. Em 1943 é lançado o livro "Dança de Nuvens". Acaba por abandonar a direcção do jornal "Beira-Vouga" em Maio de 1946.

No ano de 1947 lança os livros "Alarme Na Cidade do Porto" e "Brilham Estrelas Ao Longe". A Atlântida, de Coimbra, lança em 1948 o livro "Folhas Soltas do Meu Diário".

Em 1952 foi editado "Carta Aberta A Um Espírita" com prefácio de Jaime Brasil. "Folhas Soltas do Meu Diário" foi editado em 1955. Novo livro, "Livro de orações", foi publicado em 1959 pela Atlântida.

Licencia-se em direito na Universidade de Coimbra.

Em 1974, fundou o jornal O Arauto de Osseloa, que incluía o suplemento jurídico "Toga", entre outros suplementos e secções.

Também foi crítico literário jornais como O Primeiro de Janeiro[2], no programa Companheiros da Alegria, entre outros espaços de cultura.

Obras publicadas[editar | editar código-fonte]

  • Dança de Nuvens - versos - 1943 - 147 pp [Livraria Clássica Editora]
  • Alarme na Cidade do Porto - novela policial - 1947 - 144pp [Edições Altura]
  • Brilham estrelas ao Longe - versos - 1947 - 152 pp [Tip. Vouga]
    • Folhas Soltas do Meu Diário - 1948 - 272 pp
  • 7 Espirais de Sonho - versos
  • Carta Aberta a um Espírita - 1952 - 31 pp
  • Folhas Soltas do Meu Diário - verso e prosa (diário, 2 volumes) - 1956 - 383 pp
  • Mensagem de Luz - cântico de Natal
  • Ecos de Um Doutoramento - 1958 - poemeto crítico
  • Livro de Orações - versos - 1959 - 41 pp [Atlântida]
  • Mahalia - versos - 1961 - 70 pp [Tipografia Mondego, Gondomar]

Outras[editar | editar código-fonte]

  • Sobre Antiguidades - conferências - 1970 - 22 pp [Osseloa Antiguidades]
  • Depoimento sobre Ferreira de Castro IN Livro do cinquentenário da vida literária de Ferreira de Castro, 1916-1966
  • posf. da obra Cinzas duma sombra de Reinaldo Matos (1984)

Curiosidades[editar | editar código-fonte]

VA-LÊ-MO era um dos pseudónimos usados por Vasco de Lemos Mourisca.[3]

Referências

Ligações[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre um(a) jornalista é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.