Via XVII

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Via XVII
Ponte de Trajano, ponte romana da via XVII em Chaves
Nomes alternativos Via Augusta XVII
Início da construção Entre os anos 5 e 2 A.C.
Função inicial Via militar
Função atual Trilho GR 117
Património Nacional
Classificação Imóvel de Interesse Público (Póvoa de Lanhoso)
Ano 1940
DGPC 72367
Geografia
País Portugal/Espanha
Cidade Braga até Astorga
Vias romanas

A Via XVII era uma via romana do Itinerário Antonino que ligava as cidades de Bracara Augusta (Braga) e Asturica Augusta (Astorga) passando pela cidade de Aquae Flaviae (Chaves), num total de 247 milhas romanas (cerca de 365 km). É a mais antiga das vias romanas do noroeste peninsular, sendo edificada no tempo de Augusto entre 5 e 2 a.C.[1] Ainda hoje se preservam 80 miliários desta via, parte deles recolhidos no Museu D. Diogo de Sousa e no Museu da Região Flaviense. A fim de percorrer os caminhos da antiga via, foi criada a Grande Rota 117 de Braga até São Julião de Palácios, Bragança (para Portugal).[2]

Percurso[editar | editar código-fonte]

No itinerário de Antonino são citadas as seguintes etapas (mansões) [nota 1] para a Via XVII:

Mansio Milhas romanas entre cada

(1 milha de 1480 m a 1850 m)

Povoações actuais[1]
  1   Bracara Augusta Braga (Portugal)
  2   Salacia XX Castro de Vieira do Minho
  3   Praesidio XXVI Castro de Valongo, Vila da Ponte
  4   Caladuno XVI Castro de Pedrario, aldeia de Arcos, Cervos
  5   Ad Aquas ou Aquae Flaviae XVIII Chaves
  6   Pinetum XX Castro de Cabeço da Muralha, Alvarelhos
  7   Reboretum XXXVI Castro de Ousilhão, Nunes
  8   Compleutica XXIX Castro de Avelãs, Bragança
  9   Veniatia XV Castro de La Imena, Figueruela de Arriba
  10   Petavonium XXVIII Rosinos de Vidriales, Santibáñez de Vidriales
  11   Argentolium XV Tabuyuelo de Jamuz, Quintana y Congosto
  13   Astúrica Augusta XXIV Astorga
Mapa da via romana XVII

Classificação[editar | editar código-fonte]

A via não está classificada no seu todo, mas por pequenas porções como por exemplo na Póvoa de Lanhoso (Imóvel de Interesse Público), em Chaves (Ponte Trajano, Monumento Nacional), e alguns miliários como o de Vilarandelo (Imóvel de Interesse Público).

Fotografias[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui imagens e outros ficheiros sobre Via XVII

Ver também[editar | editar código-fonte]

Bibliografía[editar | editar código-fonte]

Notas

  1. As mansões eram paragens com estalagens e instalações para viajantes do serviço dos correios romanos (Curso público)

Referências

  1. a b Rodríguez Colmenero, Antonio; Ferrer Sierra, Santiago; Álvarez Asorey, Rubén (2004). Consello da Cultura Galega, ed. Miliarios e outras inscricións viarias romanas do Noroeste hispánico (conventos bracarense, lucense e asturicense) (em galego). Santiago de Compostela: [s.n.] ISBN 84-95415-87-9 
  2. We Braga (ed.). «GR 117 (Via RomanaXVII)». Consultado em 2 de outubro de 2021