Vincenz Ferreri Frédéric Bianchi

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Vincenz Ferreri Frédéric Bianchi

Vincenz Ferrerius Frédéric Bianchi (Viena, 1 de Fevereiro de 1768[1]Saurbrunn near Rogateč, 18 de Agosto de 1855[2]), o duque de Casalanza, foi um general Austríaco e mais tarde general-marechal-de-campo.

Estudou na Academia Imperial de Engenharia em Viena. Em 1788, foi sub-tenente nas forças armadas de Eslavónia e destingido o próprio cerco de Bubtiza.

Durante as guerras revolucionárias tomou parte na Batalha de Rivoli (1797), onde foi feito prisioneiro. Integrou a seguir as forças imperiais comandadas pelo arquiduque Carlos, Duque de Teschen durante a invasão à Suíça em 1799.

Combateu em diversas frentes nas Guerras Napoleônicas. Comandou a 1ª Divisão do Exército Imperial subordinado ao príncipe Carlos Felipe de Schwarzenberg na campanha da Rússia (1812).

Durante a Guerra da Sexta Coligação (1813), distinguiu-se nas Batalhas de Dresden e Leipzig.

Promovido a general, foi agraciado com a Cruz Militar de Maria Teresa (1809); concedida pela Casa D’Áustria e com a Cruz de São Jorge (1813), pelo Czar Alexandre I.

Após o Congresso de Viena, tomou parte na Guerra Napolitana (1815), quando liderou o exército austríaco na Batalha de Panaro e na decisiva Batalha de Tolentino, onde venceu as forças de Joaquim Murat, abrindo caminho para o estabelecimento do Reino das Duas Sicílias e a restauração dos Bourbon na península itálica.

Agraciado com o título de Duque de Cazalanza por Fernando I e promovido à marechal; reformou-se em 1824, retirando-se para suas propriedades em Mogliano Veneto.

Durante a revolução de 1848 foi feito prisioneiro pelos insurgentes e levado à Treviso, sendo libertado após dois meses, quando o exército imperial retomou a praça

Morreu na Styria, para onde se tinha retirado para evitar uma epidemia de cólera. Os restos mortais foram depositados na sua casa em Bubtiza, em 1864.

Referências

  1. Luraghi, Raimondo: "Italians in the Habsburg Armed Forces, 1815-1849". In: Király, Béla K. (Hg.): East Central European Society and War in the Era of Revolutions, 1775-1856 (= War and Society in East Central Europe, 4 = Brooklyn College Studies on Society in Change, 13 = East European Monographs, 150), New York 1984, p. 222
  2. Luraghi, cit.
Ícone de esboço Este artigo sobre tópicos militares é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.