Virgo (interferômetro)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Virgo
Logotipo do Virgo.
Member countries of the Virgo scientific collaboration.svg

Estados-membros
VirgoDetectorAerialView.jpg
Vista aérea do Virgo.
Tipo Laboratório
Centro de Pesquisas
Fundação 1993
Sede Cascina
 Itália
Sítio oficial www.virgo-gw.eu

O Virgo é um grande interferômetro projetado para detectar ondas gravitacionais previstas pela teoria geral da relatividade. Virgo é um interferômetro de Michelson que é isolado de distúrbios externos: seus espelhos e instrumentação são suspensos e seu raio laser opera no vácuo. Os dois braços do instrumento têm três quilômetros de extensão e estão localizados perto de Pisa, na Itália.

O Virgo faz parte de uma colaboração científica de laboratórios de seis países: Itália e França (os dois países por trás do projeto), Países Baixos, Polônia, Hungria e Espanha. Outros interferômetros similares ao Virgo têm o mesmo objetivo de detectar ondas gravitacionais, incluindo os dois interferômetros LIGO nos Estados Unidos. Desde 2007, Virgo e LIGO concordaram em compartilhar e analisar conjuntamente os dados registrados pelos seus detectores e publicar em conjunto seus resultados.[1] Como os detectores interferométricos não são direcionais (eles examinam todo o céu) e estão procurando sinais que são fracos e infrequentes, a detecção simultânea de uma onda gravitacional em vários instrumentos é necessária para confirmar o sinal e determinar sua origem.

O interferômetro é nomeado em homenagem ao Aglomerado de Virgem de cerca de 1.500 galáxias na constelação de Virgo, cerca de 50 milhões de anos-luz da Terra. Como nenhuma fonte terrestre de onda gravitacional é suficientemente poderosa para produzir um sinal detectável, Virgo deve observar o Universo. Quanto mais sensível o detector, mais pode ver ondas gravitacionais, o que aumenta o número de fontes potenciais.

Observações[editar | editar código-fonte]

LIGO e Virgo provavelmente viram o primeiro buraco negro engolindo uma estrela de nêutrons.[2]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «LIGO-M060038-v2: Memorandum of Understanding Between VIRGO and LIGO». LIGO. 2014. Consultado em 13 de fevereiro de 2016 
  2. Conover, Emily (15 de agosto de 2019). «LIGO and Virgo probably spotted the first black hole swallowing up a neutron star». Science News (em inglês). Consultado em 16 de agosto de 2019 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre física é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.