Vivarium (filme)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Vivarium
 Estados Unidos Irlanda Bélgica Dinamarca
2019 •  cor •  97 min 
Direção Lorcan Finnegan
Produção John McDonnell
Brandan McCarthy
Roteiro Garret Shanley
História Garret Shanley
Lorcan Finnegan
Elenco Imogen Poots
Jesse Eisenberg
Gênero ficção científica
suspense
Música Kristian Eidnes Andersen
Cinematografia MacGregor
Edição Tony Cranstoun
Companhia(s) produtora(s) XYZ Films
Fantastic Films
Frakas Productions
PingPong Film
VOO
BeTV
Distribuição Saban Films
Lançamento CANNES 18 de maio de 2019
EUA 27 de março de 2020
Idioma inglês

Vivarium é um filme de suspense e ficção científica de 2019 dirigido por Lorcan Finnegan, escrito por Finnegan e Garret Shanley, e estrelado por Imogen Poots e Jesse Eisenberg. Sua estreia mundial no Festival de Cinema de Cannes, em 18 de maio de 2019, está programada para ser lançada em 27 de março de 2020, pela Saban Films.

Enredo[editar | editar código-fonte]

O casal de jovens Gemma e Tom estão em busca de uma casa para comprar. Eles visitam um estranho agente imobiliário, Martin, que fala para eles de um novo empreendimento chamado Yonder. Gemma e Tom vão até o local com Martin, onde as casas são residências suburbanas idênticas. O lugar é silencioso e vazio. Martin mostra ao casal a casa número 9 e depois desaparece. Gemma e Tom tentam deixar Yonder, mas se perdem; toda rota os retorna para a casa número 9. O carro acaba ficando sem gasolina e eles decidem passar a noite na casa.

Na manhã seguinte, Tom sobe no telhado para ver se consegue encontrar uma saída de Yonder. Ele vê que as casas de Yonder parecem se estender até o infinito. O casal decide seguir o sol de aparência artificial, esperando que ele os leve até a saída. O casal, no entanto, é novamente levado a casa número 9. Eles encontram uma caixa de entrega cheia de alimentos pré-embalados e produtos para outras necessidades. Tom, furioso, incendeia a casa, na esperança de atrair atenção. O casal adormece do lado de fora da casa 9, acordam com a casa já reconstruída e encontram uma criança pequena com as instruções: "Crie a criança e seja libertado".

Dois meses se passam e o bebê rapidamente cresce para o tamanho de um menino de sete anos de idade. Ele exige atenção incessantemente e observa atentamente o casal quando não está absorvido por padrões estranhos que aparecem na televisão. Viver com o menino e presos tem um preço psicológico para o casal. Seu bem-estar físico também piora. Tom descobre que o solo de Yonder é feito de uma substância aparentemente artificial. Ele começa a cavar um buraco e fica obcecado com isso. Cavar faz com que ele se sinta como se tivesse um propósito, mas nada acontece, e o buraco fica cada vez mais profundo. Ele continua cavando quando ouve barulhos vindo do fundo do buraco.

A saúde física e mental de Tom se deteriora ainda mais. Tom tenta machucar o garoto, mas Gemma intervém. Gemma tenta entender sua situação engajando-se com o garoto. Ela descobre que ele é incapaz de imaginar coisas. A distância emocional de Tom a empurra para mais perto do garoto. Um dia o garoto desaparece e reaparece com um livro estranho. Gemma pergunta ao garoto quem lhe deu o livro e ele a mostra assumindo uma forma física perturbadora.

O tempo passa e Gemma e Tom ficam mais fracos. O garoto se torna adulto e Gemma e Tom ficam juntos, com medo dele. O garoto sai de casa todos os dias e Gemma e Tom não sabem para onde ele vai. Ao cavar, Tom encontra um cadáver em uma bolsa e enfraquece a ponto de morrer. Gemma implora que o menino ajude e ele lhes fornece uma bolsa para o corpo. Tom morre e é jogado no buraco. Uma Gemma vingativa tenta matar o garoto, mas ele escapa para um corredor subterrâneo bizarro. Gemma o segue e passa por lares paralelos onde outros jovens casais vivem vidas de desespero semelhante. Gemma é então "cuspida" de volta para a casa número 9. Após um ato final de desafio verbal, Gemma morre. O garoto a enterra no buraco com Tom e deixa Yonder. Mais tarde, ele se torna um agente imobiliário, substituindo Martin.

Elenco[editar | editar código-fonte]

  • Jesse Eisenberg como Tom
  • Imogen Poots como Gemma
  • Jonathan Aris como Martin
  • Danielle Ryan como Mom
  • Senan Jennings como The Boy
  • Eanna Hardwicke como The Boy
  • Lilith Fury como Woman in window

Produção[editar | editar código-fonte]

Em maio de 2018, foi anunciado que Jesse Eisenberg e Imogen Poots se juntaram ao elenco do filme, com Lorcan Finnegan dirigindo um roteiro que ele escreveu.[1]

Lançamento[editar | editar código-fonte]

O filme teve sua estreia mundial no Festival de Cannes em 18 de maio de 2019.[2] Pouco depois, a Saban Films adquiriu direitos de distribuição do filme.[3] Está programado para ser lançado nos Estados Unidos em 27 de março de 2020.[4]

Recepção[editar | editar código-fonte]

O Vivarium possui uma classificação de aprovação de 72% no site agregador de críticas Rotten Tomatoes, com base em 23 avaliações, com uma média ponderada de 7,42/10 com um consenso de que "O Vivarium pode confundir quase tão frequentemente quanto intriga, mas este híbrido de ficção científica/horror bem-sucedido tem idéias interessantes - e as explora com estilo."[5]

Referências

  1. Tartaglione, Nancy; Tartaglione, Nancy (2 de maio de 2018). «'Vivarium': Imogen Poots, Jesse Eisenberg Enter Sci-Fi Thriller; XYZ Selling – Cannes». Deadline (em inglês). Consultado em 9 de março de 2020 
  2. «Vivarium - La Semaine de la Critique of Festival de Cannes». Semaine de la Critique du Festival de Cannes (em inglês). Consultado em 9 de março de 2020 
  3. Tartaglione, Nancy; Tartaglione, Nancy (11 de julho de 2019). «Saban Films Acquires Sci-Fi Thriller 'Vivarium' With Imogen Poots, Jesse Eisenberg». Deadline (em inglês). Consultado em 9 de março de 2020 
  4. «Vivarium Trailer: Imogen Poots and Jesse Eisenberg Star in Psychological Horror Film». Den of Geek (em inglês). 18 de fevereiro de 2020. Consultado em 9 de março de 2020 
  5. Vivarium (2020) - Rotten Tomatoes (em inglês), consultado em 4 de junho de 2020 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]