Wah-wah

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Para o filme, veja Wah-Wah.
Pedal de wah-wah.

Wah-wah é um pedal de efeito utilizado em conjunto com guitarras e eventualmente baixos. Este efeito não muda a nota tocada, como faz o oitavador, e sim atenua algumas frequências.

Etimologia[editar | editar código-fonte]

Seu nome é uma onomatopeia que faz referência ao som do instrumento, que varia entre mais aberto ou mais fechado.[1]

Descrição[editar | editar código-fonte]

Tecnicamente ele é um filtro de frequências que atua amplificando uma determinada faixa, sendo a banda passante do filtro determinada pela posição do pedal. Os mais comuns como o Cry Baby atuam na faixa de 500 Hz a 2 Khz.

Existem modificações possíveis de serem feitas a fim de melhorar o pedal, como chaveamento true by-pass, para evitar perda de sinal, e alterações de timbre e faixa de atuação.

Ele tem o formato similar ao de um acelerador de carro e uma das marcas mais famosas é a Dunlop (além de Vox, Budda, Rocktron, Ibanez, Boss entre inúmeros outros).

Tornou-se muito popular após ser peça fundamental nos sons de George Harrison, Tony Iommi, Matt Bellamy, Carlos Santana, Jimi Hendrix, John Frusciante, Jerry Cantrell, Slash, Dimebag Darrell, Cliff Burton (que era um baixista), Geezer Butler (que também é baixista), Juninho Afram, Tom Morello, Kirk Hammett, entre outros.

O efeito de wah-wah também pode ser obtido na gaita de boca (harmônica) através de um movimento feito com uma das mãos enquanto se toca o instrumento.

Referências

  1. (Erickson 1975, p. 72)
Ícone de esboço Este artigo sobre Rock é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.