Walda Marques

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Walda Marques (Belém, 1962) é uma fotógrafa brasileira[1].

Começou a trajetória profissional fazendo maquiagem para teatro, televisão e estúdio fotográfico. Começou a fotografar em 1989, depois de participar de oficinas de Miguel Chicaoka. Em 1982, em parceria com Otávio Cardoso, abriu o estúdio WO, explorando retratos, fotonovelas e colagens com fotografias e ilustrações[2].

Conquistou prêmios no Salão de Fotografia do Centro Cultural Brasil Estados Unidos, em Belém (1997), no projeto Abra/Coca-Cola, em São Paulo (1998) e no Salão de Arte do Pará (1997 e 2000).

Recebeu em 2013 a Ordem do Mérito Cultural do Ministério da Cultura[3].

Exposições individuais[editar | editar código-fonte]

  • 1994 – Maria, tira a máscara que eu quero te ver, Belém
  • 1996 – Era uma vez... Caixa de fósforo, Galeria Theodoro Braga, Belém
  • 1998 – O Homem do Hotel Central, Galeria Theodoro Braga, Belém
  • 2002 – Humus, Galeria de Arte Hildemburgo Olive, Macaé
  • 2003 – Mama’s, Bistrô do Museu Imperial, Petrópolis[4]
  • 2012 - Terruá Pará – Retratos, Auditório do Ibirapuera, São Paulo
  • 2013 - Românticos de Cuba, Belém

Referências

  1. Walda Marques. Kamara Kó Galeria
  2. Walda Marques. Cultura Pará
  3. Ordem do Mérito Cultural 2013 «Ordem do Mérito Cultural 2013autor=Ministério da Cultura» Verifique valor |url= (ajuda). Consultado em 7 de novembro de 2013 
  4. Autores: Walda Marques. Coleção Pirelli/MASP