Wario World

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Wario World
Capa da versão norte-americana.
Produtora Treasure
Editora(s) Nintendo
Compositor(es) Norio Hanzawa
Minako Hamano
Plataforma(s) Nintendo GameCube
Data(s) de lançamento
  • EU 20 de Junho de 2003
  • AN 23 de Junho 2003
  • JP 27 de Maio de 2004
Gênero(s) plataforma
Modos de jogo Single Player
Classificação Permitido para todas as idades i OFLCA (Austrália)
Permitido para todas as idades i CERO (Japão)
Inadequado para menores de 6 anos i ESRB (América do Norte)
Inadequado para menores de 3 anos i PEGI (Europa)
Controles Gamepad
Idioma Inglês

Wario World (ワリオワールド, Wario Warudo?) é um jogo eletrônico de plataforma desenvolvido pela Treasure e publicado pela Nintendo para o console Nintendo GameCube. Foi lançado na Europa em 20 de junho de 2003, na América do Norte em 23 de junho de 2003, na Austrália em 10 de julho de 2003 e no Japão em 27 de maio de 2004. A história do jogo centra-se em Wario e sua jornada para recuperar seu tesouro e seu castelo das mãos de Black Jewel, uma jóia malvada.

Em geral, o jogo recebeu críticas favoráveis. Elogiaram a jogabilidade, mas criticaram o jogo por ser muito curto. Wario World vendeu mais de 142,000 cópias no Japão e mais de 256,000 cópias nos Estados Unidos. Em 2004, o jogo foi relançado como parte do Player's Choice.

Jogabilidade[editar | editar código-fonte]

A jogabilidade de Wario World é concentrada principalmente sobre a luta contra os inimigos, embora a navegação da plataforma é semelhante ao Super Mario 64 e Super Mario Sunshine. Os controles são simples, e são usados apenas para pular, correr, executar movimentos de luta, e usar o "Hyper Suction" uma habilidade de coletar moedas mais próximas.[1] Os níveis contém alçapões, que levam a plataformas especiais ou desafios de quebra-cabeça.[2] Ao longo do jogo, pequenos seres conhecidos como "Spiritelings" dão conselhos a Wario, se eles forem resgatados da sua prisão.[3]

Durante o combate, Wario pode agarrar qualquer inimigo colocá-los ao redor, jogá-los, ou até dar piledriver.[4] Os inimigos deixam cair moedas quando derrotado, as moedas são usadas ​​para comprar itens, como retornar à vida,[5] se Wario não tiver dinheiro suficiente para voltar à vida, o jogo acaba.[6] Um novo recurso do jogo é a parte esférica "glue globes", em que Wario é preso ao tocar, permitindo que o jogador alcançe áreas inacessíveis de outra forma.[7] Ao longo do caminho, Wario pode voltar e recolher seus tesouros perdidos, que estão escondidos em baús, e também recolher pedaços de estátuas de ouro, que aumenta sua vida pela metade.[8] A fim de completar o jogo, o jogador deve coletar uma certa quantidade de diamantes vermelhos em cada nível.[9] Se o jogador recolher todo o tesouro nos diversos níveis, minijogos do Game Boy Advance são desbloqueados, como o WarioWare, Inc.: Mega Microgames! e podem ser jogados usando o Nintendo GameCube-Game Boy Advance cable.[10]

Enredo[editar | editar código-fonte]

Wario World se passa em quatro mundos chamados Excitement Central, Spooktastic World, Thrillsville e Sparkle Land. Cada mundo é composto de dois níveis e uma luta com um chefe.

O jogo começa com Wario apreciando seu castelo construído recentemente, que está repleto de tesouros que ele coletou de aventuras anteriores.[11] Há, no entanto, uma jóia do mal negra na sua coleção de tesouros, que desperta e destrói seu castelo. A jóia transforma o tesouro Wario em monstros, e depois vira o seu castelo em quatro mundos diferentes.[12] [13] Depois de recuperar seu tesouro dos quatro mundos, Wario alcança a chave para a enorme caixa do tesouro contendo a Jóia Negra. Eles se envolvem em uma batalha, em que Wario é vitorioso, e portanto, ele é premiado com seu castelo reconstruído.

A qualidade do novo castelo de Wario, depende do número de "Spiritelings" resgatados.

Desenvolvimento[editar | editar código-fonte]

Wario World foi apresentado pela primeira vez na E3 de 2002 como uma demonstração técnica.[14] O jogo foi novamente exibido na E3 de 2003, com uma jogabilidade melhorada.[15]

Recepção[editar | editar código-fonte]

Wario World foi um sucesso comercial, vendendo mais de 142,000 cópias no Japão.[16] Em 2004, o jogo foi relançado junto com Mario Golf: Toadstool Tour e F-Zero GX, como parte do Player's Choice, uma seleção de jogos com vendas elevadas vendido por um preço baixo.[17]

Referências

  1. Wario World instruction booklet (em Sueco). [S.l.: s.n.], 2003. 6–7 p.
  2. Wario World instruction booklet (em Sueco). [S.l.: s.n.], 2003. 18–19 p.
  3. Wario World instruction booklet (em Swedish). [S.l.]: Nintendo, 2003. p. 12.
  4. Wario World instruction booklet (em Sueco). [S.l.: s.n.], 2003. 8–9 p.
  5. Wario World instruction booklet (em Sueco). [S.l.: s.n.], 2003. 17 p.
  6. Wario World instruction booklet (em Sueco). [S.l.: s.n.], 2003. 16 p.
  7. Wario World instruction booklet (em Sueco). [S.l.: s.n.], 2003. 20 p.
  8. Wario World instruction booklet (em Sueco). [S.l.: s.n.], 2003. 17–18 p.
  9. Wario World instruction booklet (em Sueco). [S.l.: s.n.], 2003. 13 p.
  10. Wario World instruction booklet (em Sueco). [S.l.: s.n.], 2003. 24 p.
  11. Wario World instruction booklet (em Sueco). [S.l.: s.n.], 2003. 4 p.
  12. Cquote1.png Black Jewel: Ooh, free at último! I'm chock-full of power! I think I'll turn all of this greedy sap's jewels into evil spirits! Bwah ha ha ha ha!!! Cquote2.png // Wario World. Treasure. Nintendo GameCube. (2003-06-23)
  13. Wario World instruction booklet (em Sueco). [S.l.: s.n.], 2003. 4–5 p.
  14. E3 2002: Hands on Wario World (em inglês) IGN. Visitado em 03-07-2011.
  15. Lewis, Cory D. (14 de maio de 2003). E3 2003: Hands-on Wario World (em inglês) IGN. Visitado em 22 de abril de 2012.
  16. GameCube Best Selling Ranking Shrine of Data Sales Database (1997-11-05). Visitado em 2007-01-11. Cópia arquivada em 2005-02-25.
  17. Mario Golf, F-Zero Go Bargain-Priced (em inglês) IGN (16 de março de 2004). Visitado em 22 de abril de 2012.
  • Este artigo foi inicialmente traduzido do artigo da Wikipédia em inglês, cujo título é «Wario World».

Ligações externas[editar | editar código-fonte]