Jogo eletrônico de plataforma

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Trailer do jogo Dustforce exibindo características de tipicas de um jogo de plataforma, como inimigos, obstáculos, pulos duplos e pulos pela parede.
Yo Frankie!, exemplo de jogo eletrônico 3D de plataforma sob licença GNU.

Jogo eletrônico de plataforma é o nome dado a um gênero de jogos de Video-game em que o jogador corre e pula entre plataformas e obstáculos, enfrentando inimigos e coletando objetos bônus. Alguns dos mais conhecidos e difundidos exemplos destes tipos de jogos são o Super Mario Bros. e o Sonic the Hedgehog. Este gênero atinge diretamente o publico infantil e vários representantes do publico jovem e adulto também. São jogos que requerem um pouco mais de tempo do usuário, uma vez que o jogador só consegue prosseguir no jogo se atingir algumas metas, o que acaba exigindo muitas vezes um pouco de treino.

As séries de jogos de plataforma mais famosas são Mario e Sonic. Outras franquias de plataforma incluem Donkey Kong, Crash Bandicoot, Prince of Persia, Castlevania e Mega Man.

História[editar | editar código-fonte]

O começo (Jogo em tela única)[editar | editar código-fonte]

Jogos de plataforma apareceram primeiramente no início da década de 1980, quando vários gêneros de video game estavam apenas começando a tomar forma. Por causa das limitações técnicas da época, os primeiros exemplos eram limitados à campos de jogo estáticos, geralmente vistos de perfil. Embora os jogos de plataforma ofereciam um novo tipo de jogabilidade, eles ainda pegavam muitas coisas de jogos anteriores. Frogs, um jogo de arcade lançado pela Gremlin em 1978, foi o primeiro jogo a ter um personagem que pulava, fazendo dele um dos primeiros antecessores do gênero.

Space Panic, lançado em 1980 para arcade, é por vezes creditado como um dos primeiros jogos de plataforma,[1] mas isso não é consenso, já que o jogador não tinha a habilidade de pular, nadar, balançar-se, ou cair, e como tal, não satisfaz a maior parte da definição moderna do gênero. Entretanto, ele foi claramente uma influência para o gênero, com a jogabilidade centrada em subir as escadas entre diferentes níveis, um elemento comum em muitos dos primeiros jogos de plataforma.

Donkey Kong, um jogo de arcade criado pela Nintendo, lançado em julho de 1981, foi o primeiro jogo que permitia aos jogadores pular sobre obstáculos e buracos, tornando-o o primeiro jogo verdadeiramente de plataforma.[2] Donkey Kong tinha uma quantidade limitada de plataforma nas duas primeiras telas, mas nas outras duas o componente de pulo das plataformas estava mais acentuada. O jogo também introduziu Mario (sob o nome Jumpman), um ícone do gênero. Donkey Kong foi lançado para vários consoles e computadores da época, e o jogo ajudou a definir a posição da Nintendo como um importante nome internacional para a indústria dos jogos eletrônicos.

No ano seguinte, Donkey Kong ganhou uma sequência, que é Donkey Kong Jr., e mais uma sequência Donkey Kong 3, que deixava de ser um jogo de plataforma. Com o sucesso do personagem Jumpman, ele deixou de ser o carpinteiro para se tornar um encanador chamado Mario em Mario Bros, que é um jogo de plataforma que oferecia um jogo cooperativo para dois jogadores simultâneos. O título inspirou outros jogos populares de plataforma com cooperação entre dois jogadores, como Fairyland Story e Bubble Bobble, que, por sua vez, influenciou muitos dos jogos de plataforma de uma tela que seriam criados.

A partir de 1982, os jogos de plataforma usam a trânsição de tela, ou seja, a tela muda de cenário cada vez que o jogador tenta ultrapassá-la. Os jogos desse exemplo são Pitfall! (1982), o jogo lançado para Atari 2600 que foi um sucesso de vendas. O outro jogo foi Smurf: Rescue in Gargamel's Castle (1982), que foi lançado para Atari 2600 e ColecoVision, na qual no console da Coleco acrescenta terrenos irregulares e rolagem entre telas estáticas. Alguns jogos de Prince of Persia faz parte deste exemplo.

Surgimento da Rolagem de tela[editar | editar código-fonte]

O jogo Jump Bug para o arcade foi lançado cinco meses após o lançamento de Donkey Kong. Jump Bug foi o primeiro jogo a introduzir rolagem gráfica dos cenários na tela. Neste jogo, o jogador controla um carro vermelho que pula sob prédios, montanhas e núvens. Como parte do subgênero surgido, ele não foi uma boa influência aos jogos posteriores, pois este jogo foi bastante esquecido. Mas ofereceu características de rolagem, como: etapas que rolavam horizontalmente e verticalmente, e a rolagem paralaxe (que popularizou-se em 1982, no jogo Moon Patrol), onde a linha de varredura se move individualmente.

Alguns consoles domésticos (exceto para o Atari 2600 que usava apenas a rolagem vertical, Atari 5200 e Emerson Arcadia 2001) ainda não tinha suporte de hardware para a rolagem. Isso tornou muito difícil produzir um efeito de rolagem suave em um console. Apesar disso, Sydney Development lançou BC's Quest for Tires em 1983 no ColecoVision, bem como diversas plataformas de computadores domésticos. O jogo apresentava níveis grandes e com suave rolagem e com jogabilidade de simples plataforma em que os jogadores saltaram sobre se aproxima armadilhas e obstáculos.

Em 1985, a Nintendo lançou o jogo Super Mario Bros., que vendeu mais de 40 milhões de cópias. No ano seguinte, Sega lançou o primeiro jogo da série Alex Kidd, e o primeiro título foi Alex Kidd in Miracle World para Master System, que desempenhava a rolagem horizontal e vertical, e também introduzia o uso do soco, uso de veículos, lojas para aumentar a força, e o minijogo de Joquempô. O primeiro jogo do Wonder Boy (1986) para Master System foi inspirado em Pac-Land pelo uso do skate. O jogo do Wonder Boy teve sequência para Master System e se chamava Wonder Boy in Monster Land (No Brasil, a Tectoy transformou em Mônica no Castelo do Dragão), um jogo de plataforma que misturava o gênero ação-aventura com elementos de RPG. O jogo recebeu um clone para o NES com o título Adventure Island, que virou uma série de jogos.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Crawford, Chris. Chris Crawford on Game Design. [S.l.]: New Riders, 2003. ISBN 0-88134-117-7
  2. Donkey Kong. Arcade History (2006-11-21). Página visitada em 2006-11-21.


Ícone de esboço Este artigo sobre jogos eletrônicos é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.