Wilhelmine Schröder-Devrient

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Wilhelmine Schröder-Devrient
Nascimento 6 de dezembro de 1804
Hamburgo
Morte 26 de janeiro de 1860 (55 anos)
Coburgo
Sepultamento Cemitério de Trinitatis
Cidadania Alemanha
Progenitores
  • Ernst Friedrich Ludwig Schröder
  • Sophie Schröder
Cônjuge Carl Devrient
Irmão(s) Wilhelm Smets
Ocupação escritora, cantora de óperavoz

Wilhelmine Schröder-Devrient (Hamburgo, 6 de dezembro de 1804Coburg, 26 de janeiro de 1860) foi uma cantora de ópera da Alemanha.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Wilhelmine nasceu em Hamburgo, filha da atriz Sophie Schröder e do tenor Friedrich Schröder.

Seu primeiro papel foi aos quinze anos como Aricia na tradução de Schiller para Phèdre, de Racine, e em 1821 ela foi recebida com muito entusiasmo como Pamina em Die Zauberflöte, de Mozart.

Em 1823 casou-se com Karl Devrient, separando-se em 1828.

Ela fez sua primeira aparição em Paris em 1830 e cantou em Londres em 1833 e em 1837. Richard Wagner a viu como Leonore em Fidelio[1] quando ele tinha dezesseis anos, e encantou-se com seu talento.

Casou-se novamente em 1847, com Mr. Döring, mas novamente se separou no ano seguinte. Casou-se mais uma vez em 1850, com Heinrich von Bock, se separando em 1852.

Wilhelmine morreu em 26 de janeiro de 1860, no distrito de Coburg.

Referências

  1. David C. F. Wright (1965). «THE GREAT COMPOSERS: WAGNER» (em inglês). MusicWeb. Consultado em 17 de outubro de 2008 

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria com imagens e outros ficheiros sobre Wilhelmine Schröder-Devrient
  • Glümer, E. von. (1862). Erinnerungen an Wilhelmine Schröder-Devrient. Leipzig.
  • Wolzogen, A. von (1863). Wilhelmine Schröder-Devrient. Leipzig.
  • Pleasants, Henry (1966/81). The Great Singers. New York.
  • Este artigo incorpora texto (em inglês) da Encyclopædia Britannica (11.ª edição), publicação em domínio público.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]