William Dietrich

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

William Dietrich (Tacoma, 29 de Setembro de 1951) é um escritor norte-americano, autor de vários bestsellers. Dietrich ganhou o Prémio Pulitzer na categoria Reportagem nacional,[1] em 1990, juntamente com mais três jornalistas do The Seattle Times (onde trabalhou entre 1982 e 2008), numa reportagem sobre o derramamento de petróleo do navio Exxon Valdez, em Prince William Sound, no Alasca, em 1989. Actualmente (2011), é professor de jornalismo ambiental na Universidade de Western Washington, .

O seu primeiro livro, The Final Forest (1992), recebeu os prémios da Pacific Northwest Booksellers Association[2] e do Washington Governor Writer.[3]

Obras[editar | editar código-fonte]

Romances[editar | editar código-fonte]

  • Ice Reich (1998)
  • Getting Back (2000)
  • Dark Winter (2001)
  • Hadrian's Wall (2004)
  • The Scourge of God (2005)
  • Blood of the Reich (2011)

Aventuras de Ethan Gage[editar | editar código-fonte]

  • As Pirâmides de Napoleão (Napoleon's Pyramids) (2007)
  • The Rosetta Key (2008)
  • The Dakota Cipher (2009)
  • The Barbary Pirates (2010)

Outros[editar | editar código-fonte]

  • The Final Forest (jornalismo, 1992)
  • Northwest Passage: The Great Columbia River (história, 1995)
  • Natural Grace (ensaio, 2003)
  • On Puget Sound (livro de fotografias com Art Wolfe, 2007)

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências