Yves Boisset

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Yves Boisset (Paris, 14 de março de 1939) é um realizador francês, especialista em filmes de acção, embora tenha tocado vários outros gêneros cinematográficos.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Diplomado pelo IDHEC (Instituto de Altos Estudos Cinematográficos) de Paris, Boisset trabalhou inicialmente como assistente, junto de Robert Hossein, Yves Ciampi, René Clément, entre outros diretores franceses. Após ter realizado diversas curtas-metragens, Coplan sauve sa peau (1968), foi o seu primeiro filme de fundo.
Rapidamente se afirmou como diretor seguro, com especial apetência para temas políticos e sociais (como em Un condé, L'Attentat e R.A.S.), com acção intensa, num estilo em que demonstra a sua admiração pelo filme noir americano. Segue-se uma fase em que opta pelos filmes de drama (como acontece em Folle à tuer e Un taxi mauve).
Sem grande originalidade, Boisset tem feito, no entanto, uma carreira sólida com algum sucesso ncional e internacional. A partir do final da década de 1980, decidiu enveredar apenas pela televisão, onde assinou algumas realizações históricas. La Tribu, feito em 1991, é a sua última longa-metragem para cinema.

Filmografia[editar | editar código-fonte]

(só para cinema)

Ligações externas[editar | editar código-fonte]