Zapear

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde dezembro de 2010). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

Zapear é o ato de mudar rápida e repetidamente de canal de televisão ou frequência de rádio, de forma a encontrar algo interessante para ver ou ouvir, geralmente através de um controle remoto.

Blattmann e Fragoso (2003, p. 7) mencionam "por meio do ziguezague, ao clicar o mouse é possível descobrir, conhecer, revelar e disseminar a informação em suas variadas facetas. A esse movimento de relacionar, interagir e aprender damos o nome de zapear - um novo olhar que traz sentidos diferenciados para o uso da informação[1]."

O termo talvez tenha se originado da onomatopeia zap!, que remete a algo feito rapidamente, tal qual o zapear constante de algumas pessoas (segundo o senso comum, homens praticam mais o zapear que as mulheres) que não simplesmente o fazem por não achar nada que agrade na programação televisiva ou simplesmente por hábito.

Etimologicamente, o zapear pode também ser demonstração de angústia, desatenção, hiperatividade, tique ou mania.


Ícone de esboço Este artigo sobre televisão é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.

Referências gerais

  1. BLATTMANN, Ursula; FRAGOSO, Graça Maria (2003). O zapear a informação em bibliotecas e na internet. Belo Horizonte: Autêntica. 7 páginas  Verifique data em: |acessodata= (ajuda);