Zpoc

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book-4.svg
Esta página cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde junho de 2016). Ajude a inserir referências. Conteúdo não verificável poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Zpoc
Desenvolvedor Jacek Sieka, Bobby White e Joel Benscoter
Lançamento 2001
Versão estável 2.0.5 (2006)
Sistema operacional Windows
Gênero(s) Compartilhamento de arquivos
Licença Gratuito
Página oficial http://www.zpoc.com.br

O ZPoC é um programa de compartilhamento de arquivos, preferencialmente de músicas.

O programa ZpoC é um p2p, isto é, um programa como tantos outros para compartilhar arquivos, como o Kazaa ou Emule, por exemplo. O programa é usado para compartilhas vários tipos de arquivos entre os usuários, porém o mais comum é a troca de músicas em MP3.[1]

O diferencial do Zpoc para os outros programas de compartilhamento é que ele tem uma essência cristã, pois seus operadores e criadores são todos evangélicos. Por isso, o programa acabou se tornando um reduto para troca de músicas gospel (evangélicas) por pessoas do mundo todo.[2]

Porém, apesar de compartilhar músicas em MP3, o ZPoc afirma: “Se você está aqui para baixar músicas grátis, este programa não é para você. Os artistas e bandas trabalham duro o ano todo e necessitam do nosso apoio para poder continuar com o ministério que lhes cabe. Use o ZPoC para conhecer novas bandas e divulgá-las, mas comprem os CDs e ajudem nossos irmãos no ministério.”

Muitas pessoas, por desconhecimento da lei ou por pura comodidade, acham que baixar músicas ilegalmente não é crime, já que não está vendendo a música. Outros pensam que só é pirataria quando baixam uma música para comercializar. Isto não é verdade. Nos EUA, várias pessoas têm sido processadas por baixarem músicas e filmes, e isso tem sido feito num processo de intensificação da luta contra a pirataria.

Porém, de qualquer forma, o ZPoc afirma que se alguma banda ou cantor quiser retirar suas músicas do programa, basta entrar em contato com a administração do mesmo, que em questão de horas, as canções do artista serão removidas. Isso ocorreu com a banda Pillar, que pediu que suas músicas não fossem mais compartilhadas, e assim foi feito - seus arquivos não são mais compartilhados no programa.[3]

Os usuários do Zpoc também afirmam que embora o programa seja de compartilhamento de arquivos, um dos pontos mais fortes dele é a interação entre as pessoas. O ZpoC conta hoje com mais de 10 mil usuários cadastrados, em sua maior parte brasileiros.

O Zpoc é dividido em salas, para melhor organização e comunicação dos usuários. A sala Cyber Café Brasil é uma das mais antigas e expressivas salas do ZPoC. A comunidade desta sala esteve engajada no trabalho pelo não desaparecimento do ZpoC, quando há alguns anos atrás algumas salas do programa começaram a se fechar. A sala Cyber Café Brasil, juntamente com seus usuários e responsáveis trataram de colocar uma lista de salas para rodar e começaram a manter um site brasileiro do ZPoC: http://www.zpoc.com.br[1], onde as pessoas podiam adquirir a última versão do programa em português e continuar tendo acesso ao programa.[4]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «ZPoC compartilhamento de MP3 gospel». Site Oficial Zpoc. Consultado em 25 de janeiro de 2014 
  2. «ZPoc» (em inglês). Analytics For Web. Consultado em 25 de janeiro de 2014 
  3. Redação Supergospel. «Conheça o programa cristão de compartilhamento de arquivos ZPoc». Portal Super Gospel. Consultado em 25 de janeiro de 2014 
  4. «ZPoc». Cyclopaedia.net. Consultado em 25 de janeiro de 2014 
Ícone de esboço Este artigo sobre software é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.