Ágar MacConkey

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Ágar MacConkey mostrando bactérias fermentadoras de lactose (esq.) e não fermentadoras de lactose (dir.)

Ágar MacConkey é um meio de cultura destinado ao crescimento de bactérias Gram negativas e indicar a fermentação de lactose. Colónias bacterianas que fermentam lactose tornam o meio rosa choque e as bactérias que não são fermentadoras de lactose tornam o meio amarelo claro.

Lac+[editar | editar código-fonte]

As bactérias fermentadoras de lactose(999 Klebsiela, Enterobacter), utilizam a lactose disponível no meio e produzem ácido como produto final. Este ácido diminui o pH do meio para valores inferiores a 6.8, resultando na observação de colónias rosa choque/vermelhas.

Lac-[editar | editar código-fonte]

As bactérias que não fermentam a lactose (Salmonella, Pseudomas e Shigella) não consegue utilizar a lactose, e utilizam a peptona. Isto forma amónia, que eleva o pH do ágar, levando à formação de colónias brancas/sem cor)

Conteúdo[editar | editar código-fonte]

O meio contém ácido biliar que inibe o crescimento da maioria das bactérias Gram positivas (exceto Enterococcus e algumas espécies de Staphylococcus), cristal violeta (inibidor para algumas bactérias Gram positivas) e vermelho neutro (cora bactérias fermentadores de lactose), lactose e peptídio.

Outro ágar selectivo para isolamento de bactérias Gram negativas é o Levine, meio extremamente interessante para o isolamento de E. coli, a qual fica com suas colónias douradas neste meio.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre microbiologia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.