Lactose

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Lactose
Alerta sobre risco à saúde
Lactose(lac).png
Lactose cyclic horizontal.png
MSP28219a32i462eb837ec00004g8ef8gbc2g1adih.gif
Nome IUPAC β-D-galactopyranosyl-(1→4)-D-glucose
Outros nomes Milk sugar
4-O-β-D-galactopyranosyl-D-glucose
Identificadores
Número CAS 63-42-3
PubChem 6134
MeSH Lactose
SMILES
Propriedades
Fórmula molecular C12H22O11
Massa molar 342.296
Solubilidade em água 21.6 g/100 mL
Compostos relacionados
Dissacarídeos relacionados Sacarose (glicose + frutose)
Compostos relacionados Glicose
Galactose
Excepto onde denotado, os dados referem-se a
materiais sob condições PTN

Referências e avisos gerais sobre esta caixa.
Alerta sobre risco à saúde.


Lactose (Galactose β-1,4 glucose) é um tipo de glicídio que possui ligação glicosídica. É o açúcar presente no leite e seus derivados. A lactose é formada por dois carboidratos menores, chamados monossacarídeos, a glicose e a galactose, sendo, portanto, um dissacarídeo.

O leite humano contém de 6-8% e, o de vaca, de 4-6%. É hidrolisada pela ação da lactase, uma beta-galactosidase sendo considerada portanto como um beta-galactosídeo. É fracamente doce. As leveduras não a fermentam, mas podem ser adaptadas para fazê-lo. Lactobacilos a transformam em ácido lático.

Intolerância à lactose[editar | editar código-fonte]

Na maior parte dos mamíferos, a enzima responsável pela sua hidrólise (a lactase) só é sintetizada durante o período de aleitamento. Na ausência de lactase, a lactose não pode ser digerida, tornando-se por isso uma fonte de alimento abundante para a flora intestinal (que então começa a crescer descontroladamente), e originando por isso náuseas e vómitos, assim como diarréia (por afetar a osmolaridade do intestino delgado).

A capacidade de digerir a lactose divide a humanidade em dois grupos fenotípicos: os capazes de digerir a lactose, também chamados de lactase-persistentes (LP), e os incapazes de digerir a lactose ou lactase-não-persistentes (LNP). A deficiência de lactase está presente em até 15% da população de descendência européia, até 80% dos latinos e afro-descendentes e em até 100% dos índios americanos e asiáticos. Mas mesmo os lactase-não-persistentes podem se adaptar à intolerância através da flora bacteriana intestinal.[1]

No caso dos neandertais adultos, acredita-se que não erm capazes de processar a lactose, fato que também ocorre com parte dos humanos modernos, que desde a domesticação do gado desenvolveram a capacidade (por mutação) de continuarem a sintetizar a lactase durante toda a vida.[2]

Referências

  1. Olivier, CE; Lorena SLS, Pavan CR, Santos RAPG, Lima RPS, Pinto DG, Silva MD, Zollner RL. . "Is it just lactose intolerance?" (em inglês). Allergy and Asthma Proceedings 2012 33 (5): 432-6. AAP.
  2. Equipe divulga rascunho do genoma do neandertal
Ícone de esboço Este artigo sobre um composto orgânico é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.