Aldose

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde novembro de 2008).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoYahoo!Bing. Veja como referenciar e citar as fontes.

Carboidrato composto de uma única unidade sacarídica que se caracteriza pela presença de um conjunto de carbonilo terminal.

Uma aldose é um monossacarídeo (um açúcar simples), que contém apenas um aldeído por molécula. A forma mais simples possível da aldose é a que contém apenas dois átomos de carbono. Elas têm pelo menos um centro de carbono assimétrico. Isto significa uma aldose podem existir quer numa forma D ou L na forma de uma projeção de Fischer. Os sistemas biológicos tendem a reconhecer D-aldoses mais do que L-aldoses. [1] São monossacarídeos que têm como base um grupo aldeído ( H-C=O) e álcool (-C-OH). Ex: glicose.

Family tree aldoses.svg

Projeção de Fischer das D-Aldoses. (1) D-(+)-Gliceraldeído; (2a) D-(−)-Eritrose; (2b) D-(−)-Treose; (3a) D-(−)-Ribose; (3b) D-(−)-Arabinose; (3c) D-(+)-Xilose; (3d) D-(−)-Lixose; (4a) D-(+)-Allose; (4b) D-(+)-Altrose; (4c) D-(+)-Glucose; (4d) D-(+)-Manose; (4e) D-(−)-Gulose; (4f) D-(−)-Idose; (4g) D-(+)-Galactose; (4h) D-(+)-Talose

Ícone de esboço Este artigo sobre Química é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
  1. Princípios de Bioquímica-Lehninger