.32 Smith & Wesson

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

O calibre .32 Smith & Wesson, para revólveres, é uma munição introduzida pela empresa estado-unidense Smith & Wesson em 1878 para o seu revólver modelo 1½. Em 1896 foi introduzido o calibre .32 Smith & Wesson Long para o novo revólver modelo Hand Ejector. O 32 S&W Long foi um aprimoramento do 32 S&W original, aumentando o comprimento do estojo de modo a conter mais pólvora.

À esquerda o .32 Smith & Wesson Long

Não deve ser confundido com o calibre .32 ACP, desenvolvido por John Browning em 1899 para alimentar pistolas mais conhecidas por 7,65mm.

História[editar | editar código-fonte]

Quando Theodore Roosevelt foi Comissário de Polícia de New York City, ele quis padronizar o uso do revólver Colt New Police. A munição então foi adotada por diversos departamentos de Polícia no nordeste dos EUA.[1] O .32 S&W Long é conhecido pela sua precisão e isso fez com que Roosevelt o escolhesse como forma de aumentar a precisão dos policiais com seus revólveres na cidade de New York.

Uso Atual[editar | editar código-fonte]

Revólver .32 S&W Long antigo produzido pelas Forjas Taurus
Manurhin MR-73
IOF .32

Em geral, este calibre é usado primariamente em revólveres mais antigos. Ainda é popular entre competidores internacionais, utilizando pistolas de alto nível, fabricadas por empresas tais como Hämmerli, Benelli e Walther entre outras, porém só podem ser usadas com munição do tipo "wadcutter"(canto-vivo). A versão esportiva do revólver Manurhin MR 73 também é oferecida no calibre .32 S&W Long.[2] O revólver IOF .32 fabricado para o mercado civil indiano, é produzido neste calibre.

Intercambialidade[editar | editar código-fonte]

O .32 S&W possui a mesma largura de aro e diâmetro do projétil que os calibres .32 S&W Long, .32 H&R Magnum e o .327 Magnum. Logo, pode ser disparado normalmente pelos revólveres mais poderosos. O contrário obviamente não é possível pois o comprimento total do estojo desses calibres é maior, tanto pela maior capacidade de pólvora quanto intencionalmente para não destruir a arma disparando munição de potência superior a que foi fabricada para utilizar.[3] O .327 Magnum representa a última evolução da família .32 S&W que vem desde 1878, sendo seu desempenho comparável ao do 357 Magnum quando disparado por canos de 5 polegadas. Além disso, é capaz de disparar os .32 anteriores pois o desenvolvimento deste calibre se deu ao aumento do estojo e de sua carga de pólvora.

Fontes[editar | editar código-fonte]

  1. ".32 Colt Police Positive Special" by Mike Cumpston at GunBlast.com
  2. McNab, Chris. The Great Book of Guns: An Illustrated History of Military, Sporting, and Antique Firearms. [S.l.]: Thunder Bay Press, 2004. p. 191. ISBN 1-59223-304-X.
  3. Treakle, John W. American Rifleman (May 2011) p.42

http://en.wikipedia.org/wiki/.32_S%26W_Long

Ver também[editar | editar código-fonte]