35 mm

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

35 mm é uma bitola cinematográfica.

Um fragmento de filme 35 mm, onde se podem ver 2 fotogramas (imagens), as perfurações (4 de cada lado para cada fotograma) e a pista de som óptico (as linhas sinuosas em branco e preto entre os fotogramas e as perfurações da esquerda).

Foi a bitola criada por George Eastman em 1889, a princípio para fotografia fixa, mas em seguida utilizada também nas primeiras experiências de cinema. Os primeiros filmes rodados pelos irmãos Lumiére, em 1895, foram já realizados em 35 mm, apesar de as características de perfuração da bitola só terem sido definitivamente padronizadas em 1899. Mais tarde, em 1927, o filme 35 mm foi adaptado para receber som óptico. Tanto no período do cinema mudo quanto após a introdução do som, a bitola 35 mm foi o padrão para produções profissionais no mundo todo, com raríssimas excepções.

Ainda hoje (2010), mesmo com o avanço da tecnologia digital, o filme de 35 mm continua sendo a bitola mais utilizada no cinema do mundo inteiro, tanto na filmagem quanto na projeção. É também ainda muito utilizado para captação de imagem nos sectores de publicidade e videoclipes na maioria dos países, e em muitos telefilmes e séries para TV, especialmente nos Estados Unidos.

Características da bitola[editar | editar código-fonte]

  • largura do filme: 35 mm
  • dimensões do fotograma: 22,05 × 16,03 mm
  • proporção do fotograma: 1,37
  • diagonal do fotograma: 27,26 mm
  • distância entre fotogramas: 19,00 mm
  • perfurações por fotograma: 4 + 4 (4 de cada lado)
  • dimensões da perfuração: 2,79 × 1,98 mm
  • espaço reservado ao som: 2,13 mm
  • cadência de projeção: 24 qps ou 45,60 cm/s
  • fotogramas em 1 m de filme: 53
  • tempo de projeção de 100 m de filme: 3 min 40 s